João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 26.16ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
Navio Stellina chega ao Porto de Cabedelo para exportar 20 mil toneladas de açúcar
14/11/2023 / 06:42
Compartilhe:

Na segunda-feira (6), o navio Stellina atracou no Porto de Cabedelo para realizar o embarque de 20 mil toneladas de açúcar com destino à África do Sul. A carga é proveniente da Japungu Agroindustrial, uma empresa sediada em Santa Rita-PB, e a programação prevê dois embarques de 10 mil toneladas cada.

Essa operação logística envolverá mais de 770 profissionais, sendo um marco na história do porto, que há décadas não fazia exportação de açúcar por esse local.

O presidente-executivo do Sindalcool-PB, Edmundo Barbosa, visitou o local nesta terça-feira (7) e destacou o impacto positivo dessa operação para a economia local. Ele destacou que a Companhia Docas tem se profissionalizado, o mesmo vale para o operador logístico Marlog e que essa exportação está gerando cerca de 770 empregos, proporcionando uma oportunidade valiosa para os trabalhadores, uma vez que o açúcar é uma carga nobre. Barbosa também enfatizou a importância desse marco para o desenvolvimento do estado da Paraíba. “Estas operações devem se tornar rotineiras e simples, sem demoras.”

A exportação de açúcar pelo Porto de Cabedelo abre novas perspectivas, possibilitando uma rota alternativa mais competitiva. Havendo um compromisso contínuo em manter as condições logísticas melhoradas, incluindo batimetria, manobras eficientes e agilidade em futuros embarques, o porto poderá se tornar uma escolha frequente para outras empresas produtoras e tradings.

Essa conquista é de grande importância para todas as empresas do estado da Paraíba no cenário de exportação de açúcar. No ano passado, essas empresas exportaram cerca de 13.376 mil toneladas de açúcar por outros portos.

Já em 2023 até o mês de outubro, o estado registra exportações de impressionantes 40.770 mil toneladas de açúcar produzidos na Paraíba. Um aumento de 205%. Este avanço fortalece a posição do estado no mercado global de exportação de açúcar e promete contribuir significativamente para a economia local.