João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 20.89ºC
IBOVESPA 119630.44
Euro 5.7882
Dólar 5.441
Peso 0.006
Yuan 0.7499
Novo diretor-geral da PF toma posse prometendo “total reformulação” em cursos de formação
10/01/2023 / 13:16
Compartilhe:

O delegado Andrei Augusto Passos Rodrigues tomou posse como novo diretor-geral da Polícia Federal, em cerimônia realizada nesta terça-feira (10.01), na sede da PF, em Brasília.

Entre as autoridades que participaram da solenidade estão o ministro da Justiça, Flávio Dino, e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Alexandre de Moraes. Andrei foi anunciado por Dino para o cargo no dia 9 de dezembro.

“Muitos são os desafios, mas estou convicto de que podemos enfrentá-los com muito trabalho, com foco na inovação nas diversas dimensões institucionais, dentre as quais quero destacar três principais eixos: as pessoas, a governança e a transformação organizacional da Polícia Federal”, afirmou Andrei durante seu discurso.

O novo diretor da instituição anunciou uma “total reformulação nos nossos cursos de formação profissional” para ingresso no órgão, que contemplem uma “formação humanística abrangente para além da técnica”.

“Considero de fundamental importância trazer os nossos servidores para o centro das discussões, adotando medidas que abranjam os múltiplos aspectos da sua vinda funcional”, disse Andrei, prometendo uma maior participação de mulheres na gestão: “Nós teremos duas diretoras, pela primeira vez na história da Polícia Federal, e o maior número de superintendentes mulheres da nossa história”.

Andrei Passos garantiu a criação de novos núcleos, diretorias e delegacias nos 27 estados da federação e citou o “compromisso da Polícia Federal com o Estado brasileiro. Nossa atuação será sempre pautada pelo estrito cumprimento da lei e pelos princípios do estado democrático de direito. Esse será o norte inafastável na gestão das investigações policiais que serão coordenadas com base no trinômio da qualidade da prova, na autonomia investigativa e na responsabilidade, com absoluto rigor em relação a desvios ou personalismos”, declarou.

“Não permitiremos que projetos pessoais, interferências ou pressões de agentes públicos, grupos ou holofotes da mídia pautem qualquer ação institucional. Absolutamente nenhum desvio de finalidade será tolerado”, acrescentou antes de finalizar sua fala.

Andrei Augusto Passos Rodrigues é policial federal há 20 anos e estava à frente da Divisão de Relações Internacionais da PF, em Brasília. Ele coordenou a equipe de segurança de Lula durante a campanha eleitoral e integrou a equipe de transição de governo. Também chefiou a segurança da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2010.