23.3 C
João Pessoa
21.9 C
Campina Grande
8.5 C
Brasília

Paraíba dá início à vacinação contra Influenza; campanha acontece em três fases

De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, a meta é vacinar 1.507.993 paraibanos, de acordo com os grupos do Plano Nacional de Imunização (PNI)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) deu início, nesta segunda-feira (12), à vacinação contra Influenza na Paraíba. Na ocasião, foram vacinadas seis representantes dos grupos prioritários da primeira fase. A campanha acontece em três fases e vai até o dia 9 de julho.

De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, a meta é vacinar 1.507.993 paraibanos, de acordo com os grupos do Plano Nacional de Imunização (PNI). Já foram distribuídas 137.670 doses para todos os 223 municípios. Ele frisa a importância dos secretários municipais de saúde, das equipes de vigilância e dos agentes comunitários de saúde na busca ativa dessas pessoas que compõem os grupos prioritários para tomarem a vacina.

Leia Também

“É importante darmos as mãos e trabalhar no sentido de imunizar a população para salvar vidas. O objetivo desse cenário é convocar todos os segmentos da sociedade para alertar a importância dessas pessoas que fazem parte dos grupos da primeira fase de se vacinarem. Temos que ter a convicção de que a gripe mata e que, por isso, é importante cumprir a meta de vacinação”, explica.

Representando o Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems-PB), o secretário de Saúde de Cabedelo, Murilo Suassuna, afirmou que todos estão preparados e prontos para cumprir a meta, sem atrapalhar o fluxo da vacinação contra Covid-19.

A secretária executiva de Saúde de João Pessoa, Rossana Sá, destacou que a vacina é segura e eficaz, além de ser de fundamental importância para evitar casos graves e diminuir óbitos.

A meta da Campanha de Vacinação contra Influenza é vacinar 90% de cada um dos grupos prioritários. A primeira fase segue até o dia 5 de maio e compreende crianças (de 6 meses a menores de 6 anos); gestantes; puérperas; povos indígenas e trabalhadores da saúde.

Em 2020, a Paraíba teve um total de 1.083.518 doses aplicadas, o que representa 99,84% de cobertura vacinal. Os grupos com menor cobertura foram o das crianças e de gestantes, com 85,34% e 88,38% respectivamente.

A SES estimula que os municípios realizem a vacinação de domingo a domingo, com estratégias de acordo com a realidade do território. É importante lembrar que deve ser mantido o intervalo de 15 dias antes e depois da vacina contra Covid-19.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem),...

Pastor da primeira-dama Michelle Bolsonaro declara apoio a Sérgio Queiroz

O pré-candidato ao Senado pelo PRTB, Sérgio Queiroz, recebeu mais um apoio nacional. O pastor da primeira dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, Josué Valandro...

7 carros que serão lançados no Brasil ainda em 2022

Mesmo com restrições causadas pela pandemia, 2021 teve lançamentos “de peso” ao longo do ano, como os SUVs Fiat Pulse, Toyota Corolla Cross, Jeep...

Juliette vira personagem de jogo online desenvolvido por estudante paraibano

“Tenho trabalhado cerca de 6 horas por dia no jogo, todos os dias. Criando o conceito, desenhos, animações, programação e gravando, editando pra postar no Instagram. [Na vida real] é lógico que ela vai sair campeã da casa, a quantidade de cactos [apelido dos fãs da participante] só vai aumentar e ela vai continuar sendo o fenômeno que é, mesmo após o fim do programa”, explica o estudante. 
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#