João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 21.67ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.5522
Dólar 5.1707
Peso 0.0058
Yuan 0.7138
Paraíba fecha parceria com grupo islandês para indústria de embarcações em Lucena
27/09/2021 / 22:15
Compartilhe:

O governador João Azevêdo assinou, nesta segunda-feira (27), durante videoconferência com dirigentes do grupo islandês Lodna EHF, protocolo de intenções para implantação de uma unidade industrial destinada à fabricação e manutenção de embarcações de uso comercial, de esporte e lazer no município de Lucena, Litoral Norte da Paraíba.

O empreendimento receberá investimentos iniciais de R$11,7 milhões e irá gerar 150 empregos diretos, dando prioridade à contratação de mão de obra local. A empresa deverá entrar em operação em até 18 meses e sua previsão de faturamento é de R$ 17,7 milhões.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual destacou a capacidade da Paraíba de atrair novos empreendimentos que asseguram a geração de novos postos de trabalho e o fortalecimento da economia estadual.

“Nós oferecemos um ambiente favorável de negócios, honramos nossos compromissos e estamos prontos para iniciarmos, a partir desse protocolo de intenções, uma parceria com a Islândia para que mais empresas se instalem no nosso estado e que tenham muito sucesso”, frisou.

O diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Rômulo Polari Filho, ressaltou o trabalho para atender as expectativas dos investidores e apresentar as potencialidades do estado a partir das vocações econômicas de cada região.

“No caso da Lodna EHF, direcionamos o empreendimento para o município de Lucena devido à proximidade do Litoral, aspecto essencial para os testes navais. O Governo do Estado, cumprindo o seu papel na atração de investimentos, realiza uma série de etapas, desde a divulgação das oportunidades, prospecção de investidores, suporte no processo de nacionalização da empresa e a territorialização do projeto para oferecer aos empresários, sejam eles nacionais ou internacionais, a melhor região para o seu negócio”, afirmou.

O representante da Lodna EHF no Brasil, Marcelo Pereira, enfatizou que a empresa irá utilizar uma tecnologia avançada para a fabricação de seus produtos que atenderão os mercados nacional e internacional. “A nossa produção atenderá os níveis mais exigentes de qualidade, passando pelo crivo de comunidades europeias e eu espero que esse empreendimento possa abrir as portas entre o Brasil e a Islândia porque se trata de algo concreto e que pode desenvolver várias ações em diversas áreas econômicas”, pontuou.

Também participaram da reunião virtual, o presidente da Lodna EHF, Gunnar Leifur Stefánsson ; o diretor da Lodna EHF, Jón Gudmundur Ottósson; o diretor operacional da empresa no Brasil, Gísli Hallgrímsson; e o secretário de estado da Fazenda, Marialvo Laureano.

Lodna EHF Brasil – A empresa fabricará embarcações entre 9 e 21 metros de comprimento em fibra de vidro reforçada, com finalidades diversas como: transporte de passageiros, pesca, apoio marítimo e portuário, patrulha, de esporte e lazer e para usos especiais, como barcos para pesquisa oceanográfica, e parte de sua produção será destinada ao mercado exterior. A empresa também produzirá artefatos em material plástico para uso na construção civil, estruturas flutuantes, bem como prestará manutenção em embarcações de fabricação própria ou de terceiros.

A unidade industrial será formada por galpões de funções administrativas, de armazenagem, laminação, oficinas de carpintaria, ferragens e solda, eletricidade e estofaria, além de estacionamento para clientes e pátios internos para expedição das embarcações prontas e disposição dos moldes.