João Pessoa 28.13ºC
Campina Grande 24.9ºC
Patos 31.68ºC
IBOVESPA 121374.05
Euro 5.7611
Dólar 5.3009
Peso 0.0059
Yuan 0.7314
Parceria da Funjope viabiliza bolsas para curso de roteiro com cineasta Jorge Furtado
22/04/2021 / 10:41
Compartilhe:

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da sua Fundação Cultural (Funjope), está viabilizando seis bolsas integrais para o curso “Roteiro: do começo ao fim, passado pelo meio”, ministrado pelo cineasta brasileiro Jorge Furtado. A formação profissional será destinada a roteiristas da capital paraibana, em colaboração com o Projeto Paradiso, iniciativa filantrópica do Instituto Olga Rabinovich, que tem o objetivo de impulsionar e internacionalizar o mercado audiovisual brasileiro por meio da geração de conhecimento.

O diretor-executivo da Funjope, Marcus Alves, reforça que esta é uma das variadas ações desenvolvidas pela pasta, com vários parceiros, para alavancar o cinema de João Pessoa. “Queremos que o nosso cinema seja valorizado do ponto de vista da formação, produção, circulação, ganhando novos mercados”, afirmou Alves.

Farão a capacitação os três selecionados na primeira edição do Laboratório de Desenvolvimento de Projetos Audiovisuais – W.R_Lab, Kátia Dumont (“Quem é Elizabeth?”), Taís Pascoal (“Hospedaria”) e Diego Lima (“Norma”), e os dois primeiros suplentes da categoria “Curtas Iniciantes” do Edital Walfredo Rodriguez de Produção Audiovisual 2020, Nina Flor e Malu Ramos (“Visita”) e Saskia Lemos (“Anayde”), duas das ações da Funjope na área do audiovisual.

“Os critérios da seleção para as seis bolsas do curso foram dar continuidade ao desenvolvimento dos roteiros selecionados na primeira edição do W.R_Lab, no ano passado, e fomentar a formação de novos roteiristas, avaliadas e suplentes da categoria “Curtas Iniciantes” do Edital Walfredo Rodriguez de Produção Audiovisual/2020”, afirma Paulo Roberto, responsável pela Divisão de Audiovisual da Funjope.

Em meio à pandemia de Covid-19, que tem afetado o mercado audiovisual, Paulo Roberto reitera que a pasta destinou parte dos R$ 5,6 milhões da Lei Aldir Blanc em João Pessoa para o segmento. De acordo com o dirigente, os fundos estão sendo aplicados em projetos para o desenvolvimento de argumentos e oferta de cursos voltados para o desenvolvimento de roteiros. “Pretendemos continuar com estas ações”, garante Paulo Roberto.

O curso – Oferecido em cooperação com o Centro Cultural b_arco e a Casa de Cinema de Porto Alegre, o curso “Roteiro: do começo ao fim, passando pelo meio” tem mais de nove horas/aula e é dividido em 27 aulas.

As exposições do cineasta brasileiro Jorge Furtado, diretor e roteirista de filmes com sucesso de público e crítica como “Lisbela e o prisioneiro” (2003) e de séries televisivas, a exemplo de “Ó Paí Ó” (2007), abordam temas fundamentais do roteiro cinematográfico e televisivo.

Entre os assuntos trabalhados, estão elementos da linguagem, as etapas de desenvolvimento do roteiro, os personagens, a trama, as cenas, os diferentes gêneros e formatos.

O curso é disponibilizado através de plataforma de Educação a distância (EAD) desenvolvida pelo Centro Cultura b_arco. O valor cobrado para o público em geral é de R$ 450.