22.1 C
João Pessoa

Pastor, gay e casado: ‘Eu tenho direito a ter religião’

Ocupando espaços na ONU e no mundo evangélico, jovem revela sofrer intimidações em Curitiba

Bob Luiz Botelho, de 27 anos, nasceu em lar evangélico e tradicional e, como muitos brasileiros, seguiu desde cedo os passos dos pais e dos avós, marcados pelo forte conservadorismo do Sul do país. Natural de Curitiba, no Paraná, o menino sonhador, que sempre teve facilidade em se conectar com as pessoas independentemente do gênero ou da sexualidade, viu o avô ajudar a fundar a primeira Igreja Presbiteriana Independente, de Florestópolis, no interior. Um roteiro previsível de vida até se descobrir gay.

Estudante de colégio militar, Bob passou a adolescência dividido entre as atividades que exercia na igreja pentecostal, na periferia de Curitiba, e as incertezas que o faziam questionar quem ele realmente era e como se identificava. Obstinado a seguir carreira religiosa, o jovem curitibano, aos 9 anos de idade, sabia que tinha um chamado a seguir.

Leia Também

Ele passou a dedicar seu evangelho ao resgate de pessoas, inclusive LGBTQIA+, afastadas da igreja. E foi deixando a própria sexualidade de lado, mesmo percebendo, logo aos 12 anos, que se sentia atraído por homens:

“Eu renunciei à minha sexualidade. Eu achava que não poderia ser um homem gay e cristão”, conta.

Cenário que mudou em 2016, quando Bob teve contato com diferentes lideranças evangélicas progressistas que defendem o direito à cidadania e à religião. Todos os movimentos são hoje parceiros do “Evangelixs”, movimento criado por Bob em 2017, com a ajuda de amigos, para acolher jovens LGBTGIA+ e apoiadores cis gênero.

Atualmente casado, Bob revela que possui um bom relacionamento com a família que o aceitou depois de se assumir homossexual.

“Com o tempo, eu percebi que poderia ser um homem gay e cristão. Eu posso, por direito, reivindicar o cristianismo mesmo vivendo a minha sexualidade. Eu tenho direito a ter religião. Ao longo da minha vida missionária, já ajudei muitos jovens LGBTs, filhos de pastores ou não, que queriam se matar por não serem aceitos. Hoje eu vivo para ajudar essas pessoas, pedindo respeito”, completa, emocionado.

Informações: O Globo

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Pesquisa OPUS: João Azevedo cai e Pedro encosta. Nilvan e Veneziano empatam

Pesquisa do Instituto Opus, contratada pelo Portal da Capital, traz os primeiros números do atual cenário da corrida eleitoral...

Resultado de pesquisa para governador da Paraíba já tem data para ser divulgada; veja

A corrida eleitoral para governador e senador na Paraíba vai ter a primeira pesquisa contratada pelas TVs Paraíba e Cabo Branco, que compõem a...

ENQUETE F5: Ricardo Coutinho lidera preferência na disputa ao Senado pela Paraíba

Enquete realizada pelo portal F5 Online sobre intenção de voto para os candidatos ao Senado na Paraíba mostra o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) na...

Instituto Opus: Ricardo Coutinho lidera primeira pesquisa para o senado na Paraíba; Efraim cresce

Pesquisa do Instituto Opus, contratada pelo @portaldacapital, traz os primeiros números da Paraíba sobre a disputa ao Senado Federal. O levantamento realizou mil entrevistas...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#