João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 21.78ºC
IBOVESPA 122898.8
Euro 5.74
Dólar 5.2585
Peso 0.0059
Yuan 0.7257
Pequenos negócios: As atividades com maior número de empresas em João Pessoa e Campina Grande
18/01/2023 / 11:49
Compartilhe:

Representando, conjuntamente, 49,5% dos 247.257 pequenos negócios formais existentes na Paraíba, as cidades de João Pessoa e Campina Grande possuem um dado em comum: a preferência dos empreendedores pela atividade de comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios.

De acordo com levantamento realizado pelo Sebrae/PB, a partir de dados da Receita Federal, a atividade é responsável pelo maior número de empreendedores formais nas duas cidades, considerando as categorias de microempreendedor individual (MEI), microempresa (ME) e empresa de pequeno porte (EPP).

Em João Pessoa, que conta com 86.290 pequenos negócios formais, 4.240 atuam nessa atividade econômica. Já em Campina Grande, que contabiliza 36.149 micro e pequenas empresas formalizadas, o comércio de artigos do vestuário conta com 2.014 registros de empreendedores. Além dessa atividade econômica, as duas cidades também possuem em comum o segundo registro mais buscado na Paraíba, que é na categoria de cabeleireiro, manicure e pedicure.

De acordo com os números levantados pelo Sebrae/PB, João Pessoa conta com 3.897 pequenos negócios nesse segmento, enquanto que Campina Grande reúne 1.736 empreendedores na referida categoria.

Na avaliação do gerente regional da instituição em Campina Grande, João Alberto Miranda, o volume de negócios dessas duas atividades econômicas está relacionado com as suas respectivas dinâmicas de funcionamento.

“Tanto o comércio de artigos do vestuário quanto os serviços de beleza costumam ser bastante procurados por quem está começando a empreender. Isso ocorre porque são negócios que demandam baixo investimento inicial e, muitas vezes, podem ser desenvolvidos na casa do empreendedor ou do próprio cliente. Outro fator que contribui para a preferência por esses segmentos é a possibilidade de execução desses negócios em família, sem a necessidade inicial de contratar funcionários”, explica o gerente.

Outro aspecto importante, segundo João Alberto, está relacionado com a capacitação, que é fundamental para qualquer segmento ou porte de negócio. “No caso da beleza, existem diversas capacitações técnicas que podem e devem ser realizadas pelo empreendedor. Já para quem pretende trabalhar com vestuário também existem capacitações importantes sobre atendimento e gestão. O importante é que o empreendedor não deixe de se capacitar e esteja sempre atualizado com as novidades de sua área de atuação”.

Ainda conforme o levantamento realizado pelo Sebrae, em João Pessoa completam a lista das cinco atividades mais buscadas pelos empreendedores de pequenos negócios a promoção de vendas (2.843); as lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares (2.145); e os restaurantes e similares (2.134).

Já em Campina Grande, complementam o ranking os minimercados, mercearias e armazéns (1.224); a promoção de vendas (896); e as lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares (872).