23.1 C
João Pessoa
19.9 C
Campina Grande
13.5 C
Brasília

Pesquisa revela que aumentou nível de estresse e pânico dos médicos durante pandemia

Levantamento do CFM foi divulgado nesta quarta (7), Dia Mundial da Saúde

A pandemia da covid-19 aumentou o nível de estresse dos médicos e a sensação de medo e pânico, diminuiu as horas de sono e o tempo dedicado por eles às refeições e aos familiares. É o que mostra pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) com 1.600 médicos brasileiros, entre setembro e dezembro do ano passado e publicada nesta quinta-feira (7). A maioria dos entrevistados atua em atendimento hospitalar, atenção básica e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

De acordo com o trabalho do CFM, para 96% dos médicos, a pandemia impactou suas vidas, seja aumentando o nível de estresse (22,9%), gerando sensação de medo e pânico (14,6%), reduzindo o tempo dedicado à família, refeições e lazer (14,5%) e diminuindo o tempo e qualidade do sono (7,6%).

Leia Também

“Os médicos, assim como os demais profissionais de saúde, estão nesta luta contra a covid-19 há mais de um ano. Um conjunto de fatores contribuem para esse estresse diário e sufocante. A imunização da população ainda caminha de forma lenta e a demanda de pacientes é crescente, com falta de leitos e insumos em muitas regiões do estado”, afirma o presidente do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), João Modesto Filho.

Ele ressaltou que o Conselho tem trabalhado junto aos médicos, para garantir a boa medicina e uma assistência satisfatória à população, mesmo antes do início da pandemia, em fevereiro do ano passado. “Realizamos capacitações dos médicos, visitamos e fiscalizamos unidade de saúde de todas as regiões do estado, promovemos discussões e reuniões com gestores púbicos e diretores de hospitais, ouvindo as queixas e preocupações dos médicos que estão na linha de frente na pandemia. O CRM-PB tem denunciado e cobrado soluções para os problemas encontrados”, disse.

Dia Mundial da Saúde – O levantamento do CFM serviu como base para a campanha que a autarquia lançou nesta quarta-feira (7), Dia Mundial da Saúde, na qual chama a atenção da população brasileira e das autoridades para a pressão a que os médicos estão submetidos desde o início da pandemia. A campanha ressalta que os problemas enfrentados no dia a dia impactam diretamente a saúde física e mental dos médicos. “Por mais difícil que seja a situação na linha de frente, os médicos seguem firmes no combate à pandemia”, alerta a campanha.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Polícial Rodoviária Federal morre em Cabedelo

A policial rodoviária federal Renata Maia Pimenta, de 42 anos, morreu na noite desta sexta-feira (20) no prédio onde...

Palco desaba e deixa formandos de medicina feridos na Grande João Pessoa

Duas  pessoas  foram socorridas com traumatismo craniano encefálico (TCE) após parte da estrutura de um palco desabar, no final da tarde deste sábado (21),...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem),...

VÍDEOS: Troca de tiros é registrada durante sepultamento de líder de organização criminosa

Uma intensa troca de tiros foi registrada na manhã desta segunda-feira, dia 23, durante o sepultamento do traficante conhecido como "Cara de Chinelo", líder...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#