João Pessoa 27.13ºC
Campina Grande 23.9ºC
Patos 29.28ºC
IBOVESPA 128027.59
Euro 5.577
Dólar 5.1361
Peso 0.0058
Yuan 0.7116
Planejamento de combate a dengue é feito na Paraíba
17/02/2024 / 14:43
Compartilhe:

O secretário de Saúde da Paraíba, Jhony Bezerra, divulgou nesta sexta-feira (16) um planejamento do Estado para dar assistência à população se a dengue se espalhar ainda mais. No país, são mais de 500 mil casos da doença, estados em emergência e quase 100 pessoas mortas por conta disso.

Apesar da Paraíba não viver uma epidemia, pois o número de casos é 30% menor do que no ano passado, como informou o próprio secretário, a meta é evitar e conter o máximo possível do contágio. No entanto, o planejamento também se estendeu para um cenário de agravamento, onde as ações da Secretaria de Saúde devem se estender por outras estratégias.

“Apresentando aqui desde a estruturação da nossa rede estadual, como também parcerias com as redes municipais. Ampliação da telemedicina, para atuar nos casos e dando suporte as Unidades Básicas de Saúde da Família (USF), também às Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e a nossa própria rede estadual”, afirmou.

“A implantação do Alô Saúde, que foi uma ferramenta já utilizada na pandemia. Um 0800 disponível para a população tirar suas dúvidas e receber orientações por profissionais da saúde. Aquele usuário que é atendido numa USF, mas está em casa e está sentindo uma piora, ele pode usar o Alô Saúde para uma triagem ou orientação se ele precisa ir a um hospital de forma emergencial”, disse.

Primeiro estágio é prevenção

Antes de planejar as dificuldades com a dengue, o primeiro passo dado pela Secretaria de Saúde da Paraíba foi evitar que esse cenário mais problemático, de fato, aconteça. Uma dessa iniciativas acontecerá no próximo sábado (24), com o Dia D de combate ao mosquito Aedes aegypti em repartições públicas do estado.

“Este Dia D estadual de mobilização, com participação dos 223 municípios, que a população possa participar eliminando o foco dentro de casa. 75% dos focos do mosquito estão dentro de nossas casas, então a importância desse momento de prevenção. Já que o cenário é confortável, a gente precisa atuar na prevenção. Não deixar que o cenário se agrave”, disse o secretário.

F5 online com Blog do BG