João Pessoa 21.13ºC
Campina Grande 18.9ºC
Patos 19.6ºC
IBOVESPA 128896.98
Euro 5.9176
Dólar 5.4291
Peso 0.0059
Yuan 0.7487
Policiais militares na Paraíba começarão a usar câmeras corporais durante segurança nas Muriçocas
15/02/2023 / 15:39
Compartilhe:

Os policiais militares que vão trabalhar durante o desfile do bloco Muriçocas do Miramar, em João Pessoa, nesta quarta-feira (15), utilizarão bodycams, mais conhecidas como câmeras corporais. Os equipamentos, cujo uso está em fase de teste, têm capacidade para 12 horas de gravação e serão distribuídos entre as patrulhas que farão policiamento ao longo da Avenida Epitácio Pessoa, onde acontece o desfile. Antes da distribuição, os policiais se concentram a partir das 18h na frente do Clube Cabo Branco, bairro do Miramar.

“As câmeras são semelhantes às utilizadas no São João de Campina Grande em 2022 e que ficaram acopladas ao corpo dos militares em atuação, permitindo a filmagem de todo o procedimento policial, e seguem um cronograma de avaliação e análise”, explicou Fabiano Vieira, gerente de Tecnologia da Informação (GTI) da Secretaria da Segurança e da Defesa Social.

A entrega dos equipamentos ao coronel Carlos Sena, comandante do Policiamento Regional Metropolitano de João Pessoa, aconteceu na sede da Sesds. Segundo ele, as câmeras serão acopladas ao fardamento dos policiais na concentração do efetivo, no Clube Cabo Branco, bairro do Miramar, a partir das 18h.

Bodycams – São câmeras acopladas ao corpo, que permitem a filmagem de todo o procedimento policial, registrando as interações entre o policial militar e o cidadão. No bloco Muriçocas do Miramar, os policiais saem para o serviço utilizando o dispositivo. As imagens são captadas no equipamento e posteriormente armazenadas em um dispositivo tipo Dockstation, para auxiliar em situações investigativas e também quando for necessária a constituição de provas.

Esses equipamentos e outras tecnologias embarcadas utilizadas no âmbito da Segurança Pública fazem com que os policiais desenvolvam suas atividades cotidianas de registros de ocorrências de forma mais célere, com as condições necessárias e adequadas para os devidos procedimentos inerentes às tarefas, cumprindo assim os compromissos com a sociedade paraibana.