João Pessoa 25.13ºC
Campina Grande 23.9ºC
Patos 27.15ºC
IBOVESPA 124729.4
Euro 5.5522
Dólar 5.1707
Peso 0.0058
Yuan 0.7139
Pollyanna Dutra discute investimentos na Paraíba em reunião com Alckmin
14/05/2024 / 17:22
Compartilhe:
Em Brasília, secretária tratou acerca de pautas sociais e econômicas

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano da Paraíba (SEDH), Pollyanna Dutra se reuniu nesta terça-feira (14) com o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, em Brasília. Ao lado de empresários, Pollyanna discutiu sobre projetos socioeconômicos e investimentos para a Paraíba.

Na oportunidade, a secretária de Estado destacou o potencial da Paraíba no setor social e econômico e frisou a importância da ampliação de parcerias com o governo federal para o desenvolvimento local.

“É extremamente importante para o povo da Paraíba essa ampliação da parceria com o Governo Federal, viabilizada pelo governador João Azevêdo, que fez da Paraíba um estado propício para a chegada de investimentos. Essa parceria vai garantir o avanço cada vez maior em vários setores do nosso Estado, o que, consequentemente, irá assegurar uma melhoria nos nossos indicadores sociais, motivo pelo qual fizemos questão de intermediar esse diálogo, sempre com foco no povo do nosso estado”, afirmou.

Ao lado de empresários do grupo Farol de Desenvolvimento da Paraíba, Pollyanna celebrou o direcionamento dado pelo vice-presidente aos projetos apresentados, como a criação de um porto seco, na fronteira da Paraíba com Pernambuco, e a gestão das transposição de águas do Rio São Francisco, pois isso tende a fortalecer os setores de construção civil, comércio, indústria, energia, cooperativismo, agricultura e pesca no estado.

“Ao lado do setor empresarial, reforçamos que o apoio do governo federal vai possibilitar a chegada de novas empresas para o nosso estado e oferecer novas oportunidades e empregabilidade a nossa população, esse é o caminho para uma verdadeira virada de chave nas realidades das pessoas mais vulneráveis do nosso estado”, ressaltou.