João Pessoa 22.13ºC
Campina Grande 19.9ºC
Patos 20.23ºC
IBOVESPA 126548.34
Euro 5.8882
Dólar 5.4714
Peso 0.006
Yuan 0.7524
População ameaça invadir Câmara de Alhandra para evitar cassação de vereadores
21/11/2023 / 17:47
Compartilhe:

A sessão da Câmara Municipal de Alhandra desta segunda-feira (20), foi suspensa pelo presidente da Casa, José Roberto dos Santos (PP) , depois que uma multidão se alojou do lado de fora protestando contra a possibilidade de cassação do mandato do vereador João Ferreira da Silva, conhecido como João Sufoco (UB), cujo pedido havia sido feito no dia 13 de novembro último pelo vereador Severino Belmiro (MDB), conhecido como Sargento Val.

Havia a expectativa de que poderia ser aberto um processo também de cassação contra o mandato do vereador Jeremias Santos (PP), mas devido ao protesto, não entrou em pauta.

Os presentes no protesto, empunhavam cartazes condenando a manobra da Câmara de Alhandra que estaria atendendo a um capricho do atual prefeito Marcelo Rodrigues (PP) que não tolera as críticas feitas pela oposição diante dos erros da gestão.

O vereador João Sufoco disse que está sendo perseguido pelo prefeito Marcelo Rodrigues que pressionou o presidente da Câmara para criar uma comissão e cassar o seu mandato.

O deputado estadual Branco Mendes (REP), disse que avalia a possibilidade de pedir à Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba, para acompanhar de perto se os procedimentos adotados pela presidência da Câmara de Alhandra estão dentro dos amparos da lei.

“Há suspeitas de que esse processo esteja cheio de vícios pois ignora o direito sagrado do parlamentar de imunidade na tribuna no exercício de seu mandato”, disse Branco Mendes.

Ele acredita que esse episódio vai estadualizar os desmandos existentes hoje no município.

O portal F5 online tentou contato na manhã desta terça-feira com os vereadores irmão Beto e Sargento Val, mas eles não responderam às mensagens e ligações.