João Pessoa 30.13ºC
Campina Grande 25.9ºC
Patos 35.02ºC
IBOVESPA 121748.08
Euro 5.735
Dólar 5.2824
Peso 0.0059
Yuan 0.7289
Práticas de compliance protegem trabalhadores, reduzem custos e desafogam a justiça
23/05/2024 / 20:56
Compartilhe:

Como criar um ambiente de trabalho mais seguro, mais harmônico e com total respeito aos direitos dos colaboradores? Há uma década, a AeC, empresa de contact center adotou a prática de compliance, conjunto de ferramentas, sistemas, políticas e ações criado para manter em conformidade com as leis e com a ética. A AeC é a única do setor no Brasil a ser certificada nas normas de qualidade ISO 37001 de Garantia do Sistema de gestão antissuborno nos processos e ISO 37301 de Garantia do Sistema de Gestão de Compliance. Com a implantação dessa cultura organizacional pautada na ética, a empresa conseguiu reduzir os riscos e os custos com fraudes e passivos trabalhistas.

Essa história de sucesso será apresentada aos participantes do Fórum Nacional de Direto do Trabalho, que acontece amanhã (24/05), em Natal (RN), com a presença do ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Amaury Rodrigues e de desembargadores, juízes trabalhistas, juristas e advogados de todo o Brasil.

A palestra da diretora jurídica e de compliance da empresa, Flávia Tomagnini, vai tratar do tema “O compliance como ferramenta mitigadora de riscos de passivos trabalhistas”. “Percebemos, claramente, que o Judiciário Trabalhista tem considerado que as empresas detentoras desses programas estão compromissadas com o cumprimento de suas obrigações legais e com a preservação do direito dos trabalhadores, que está no centro dessas iniciativas”, avalia Flávia.

Case AeC

O programa de Compliance da AeC foi instaurado em 2014 e nesse período o número de reclamações trabalhistas caiu de 22 para 1% do total do número de funcionários da companhia. O mesmo índice foi detectado nas ações por dano moral, reduzidas de 7 para 1%. “Por termos uma mão de obra ativa, as empresas do setor eram vistas pelo Judiciário como ofensoras da legislação. Agora, essa realidade está mudando e a justiça considera o esforço da empresa adotante do compliance em cumprir a legislação e prover um ambiente seguro e saudável aos seus empregados”, afirma a diretora.

Flávia considera que esse contato direto com atores do cenário jurídico é muito importante para apresentar os resultados da adoção do compliance, pois eles evidenciam a evolução e o amadurecimento das empresas brasileiras. “Temos no Brasil uma advocacia predatória que prejudica o sistema como um todo, sufocando inclusive o Poder Judiciário com um volume enorme de processos. Queremos colocar foco e luz nessas iniciativas empresariais que têm como motivo principal o cuidado com os trabalhadores”, acredita.

Sobre a AeC 


A AeC está entre as empresas líderes do setor, na entrega de soluções de experiência do cliente e gestão de processos terceirizados. Servindo as principais marcas do mercado nacional, recebeu nos dois últimos anos o título de Empresa do Ano de BPO pela conceituada Frost and Sullivan. Líder também nas práticas de ESG, recebe há oito anos consecutivos o título de Melhor Empresa de Serviços pela Época Negócios 360°. Com um olhar inovador, o seu diferencial está no modo como integra o cuidado com as pessoas e aplica tecnologia de ponta em seus processos, como inteligência artificial, robotic process automation, serviços em nuvem e ferramentas de analytics e segurança. Atualmente, a AeC possui 18 unidades distribuídas por 7 estados do país.