26.4 C
João Pessoa
28.9 C
Campina Grande
19.5 C
Brasília

Prefeitura zera número de pacientes graves nas UPAs e desafoga UTIs nos hospitais de João Pessoa

Entre as ações que possibilitaram a recuperação dos pacientes está a adoção de um protocolo, intitulado de Dique Filipeia

A Prefeitura de João Pessoa zerou o número de pacientes com quadro grave de Covid-19 internados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Capital nesta sexta-feira (09). Entre as ações que possibilitaram a recuperação dos pacientes está a adoção de um protocolo, intitulado de Dique Filipeia, específico de fisioterapia.

Nesta sexta, completaram-se 30 dias da aplicação desse suporte aos pacientes nas UPAs que permitiu ainda maior rotatividade nos leitos de enfermaria e queda na evolução do quadro de pessoas que necessitariam de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), nos hospitais municipais, o que tem reduzido também as ocupações nesses locais.

Leia Também

O protocolo envolve tanto o suporte ventilatório, quanto a reabilitação física e funcional de quem estava sendo atendido nas UPAs e também nas enfermarias dos hospitais ProntoVida, Santa Isabel e Ortotrauma.

“A ideia surgiu, pois notamos que havia um gargalo. Independentemente do número de leitos de UTI que estavam se abrindo, todos estavam lotando. A gente colocou um dique contenção nas enfermarias para que o paciente não evoluísse para a UTI e, assim, conseguisse minimizar o fluxo de paciente para esses leitos”, disse o responsável pelo protocolo, o fisioterapeuta Murillo Frazão.

A outra fisioterapeuta responsável pelo novo protocolo, Kamila Marinho, ressaltou que os pacientes internados na enfermaria que antes passavam até 17 dias nessa situação, a partir do suporte desse novo tratamento, passam, no máximo, sete dias.

O Dique Filipeia consiste em abordagem de suporte ventilatório, com máquinas específicas, associados a programas específicos de exercício físico, com isso o paciente mantém todos os órgãos funcionando de forma mais adequada.

Segundo Murillo Frazão, em 24h os pacientes já apresentam sinais de melhora e, com isso, conseguem receber alta de forma rápida.

“Desde o princípio já sabíamos que a doença não atingia apenas o sistema pulmonar, mas sim outros órgãos. Então, o desenvolvimento do protocolo foi para melhorar o desempenho do pulmão, coração, músculos, sistema circulatório pulmonar e demais regiões do corpo”, explicou.

A atividade envolve 150 fisioterapeutas, além das equipes técnicas, enfermeiros e médicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

15 possíveis temas de redação para o Enem 2022

O Portal Nacional da Educação divulgou uma lista com os possíveis temas de redação para as provas do Exame...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

Vídeo: Presidente da Assembleia de Deus em Campina Grande chama fiéis de “lixo”

Mulheres cristãs que usam brinco e calças apertadas são um "lixo", pelo menos na visão do pastor e presidente da Assembleia de Deus em...

Juliette vira personagem de jogo online desenvolvido por estudante paraibano

“Tenho trabalhado cerca de 6 horas por dia no jogo, todos os dias. Criando o conceito, desenhos, animações, programação e gravando, editando pra postar no Instagram. [Na vida real] é lógico que ela vai sair campeã da casa, a quantidade de cactos [apelido dos fãs da participante] só vai aumentar e ela vai continuar sendo o fenômeno que é, mesmo após o fim do programa”, explica o estudante. 

Paraibanos terão que pagar pedágio para entrar em municípios de PE; entenda

Após a aprovação da privatização de três rodovias estaduais pernambucanas, com previsão de cobrança de pedágio, cruzar o limite dos estados pode custar caro...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#