22.1 C
João Pessoa

Presidente da Caixa, Pedro Guimarães é investigado pelo MPF por denúncias de assédio sexual

Caso tramita sob sigilo

Presidente do maior banco público brasileiro, a Caixa, o executivo Pedro Guimarães está sendo investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) por denúncias de assédio sexual em um caso que corre sob sigilo.

No fim do ano passado, um grupo de funcionárias da instituição decidiu romper o silêncio e denunciar as situações pelas quais passaram. O caso foi trazido à tona pelo jornal Metrópoles, nesta terça-feira (28), com relatos de cinco funcionárias do banco que passaram por situações de constrangimento em diversas situações com o executivo.

Leia Também

Entre os relatos, convites e toques físicos inapropriados, propostas indecentes durante viagens de trabalho, chamadas para ir ao quarto tarde da noite e conversas com teor sexual em meio a agendas oficiais.

Uma das funcionárias relata que, depois de concluídos os trabalhos, ele estava deixando o salão onde havia jantado quando a chamou para repassar a agenda do dia seguinte e, de repente, enquanto caminhavam, avançou o sinal. “Ele passou a mão em mim. Foi um absurdo. Ele apertou minha bunda. Literalmente isso”, afirma.

Em outra situação, uma das denunciantes afirma que, após um jantar, Pedro Guimarães levou parte do grupo que o acompanhava até a areia da praia. Logo depois, diz, ele propôs que todos entrassem no mar para tirar uma foto. “Na hora, ele derrubou a gente na água. Ficamos no mar por um tempo, e ele ficava circulando entre os grupos. De vez em quando ele aparecia do meu lado. Teve uma hora em que ele chegou e perguntou: ‘Você confia em mim? Confia na minha gestão? Você está comigo agora. Vem cá, me abraça”, afirma ela. Cristina (nome fictício) conta que, constrangida, não sabia o que fazer. “Aí ele disse: me abraça direito, porra. E deu umas catracadas, e passou a mão em mim. Na hora de tirar a mão, passou a mão no meu peito”, diz a funcionária. Os relatos completos podem ser vistos aqui.

Procurado pelo Metrópoles, Guimarães não deu respostas. Ao mesmo veículo, a Caixa emitiu nota afirmando que “não tem conhecimento das denúncias apresentadas pelo veículo”. Diz ainda que “adota medidas de eliminação de condutas relacionadas a qualquer tipo de assédio” e “possui, ainda, canal de denúncias, por meio do qual são apuradas quaisquer supostas irregularidades atribuídas à conduta de qualquer empregado, independente da função hierárquica, que garante o anonimato, o sigilo e o correto processamento das denúncias”.

 

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Pesquisa OPUS: João Azevedo cai e Pedro encosta. Nilvan e Veneziano empatam

Pesquisa do Instituto Opus, contratada pelo Portal da Capital, traz os primeiros números do atual cenário da corrida eleitoral...

Resultado de pesquisa para governador da Paraíba já tem data para ser divulgada; veja

A corrida eleitoral para governador e senador na Paraíba vai ter a primeira pesquisa contratada pelas TVs Paraíba e Cabo Branco, que compõem a...

ENQUETE F5: Ricardo Coutinho lidera preferência na disputa ao Senado pela Paraíba

Enquete realizada pelo portal F5 Online sobre intenção de voto para os candidatos ao Senado na Paraíba mostra o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) na...

Instituto Opus: Ricardo Coutinho lidera primeira pesquisa para o senado na Paraíba; Efraim cresce

Pesquisa do Instituto Opus, contratada pelo @portaldacapital, traz os primeiros números da Paraíba sobre a disputa ao Senado Federal. O levantamento realizou mil entrevistas...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#