João Pessoa 29.13ºC
Campina Grande 25.9ºC
Patos 32.69ºC
IBOVESPA 118824.39
Euro 5.7885
Dólar 5.4082
Peso 0.006
Yuan 0.7453
Preso em caso Marielle, delegado Rivaldo Barbosa presta depoimento à PF nesta segunda
03/06/2024 / 12:45
Compartilhe:
Rivaldo Barbosa, ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCERJ) e considerado mentor dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes – Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Rivaldo Barbosa, o policial civil suspeito de envolvimento com os homicídios da vereadora carioca Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes, presta depoimento sobre o caso nesta segunda-feira, 3, à Polícia Federal (PF). Segundo a defesa do acusado, a inquirição reunião será às 13h.

Os advogados prometem divulgar a gravação em vídeo após o interrogatório, mas dar publicidade ao ato costuma depender de autorização da PF ou da Justiça, no caso o Supremo Tribunal Federal, onde tramita o inquérito.

A oitiva atende a um pedido de Barbosa feito por carta, quando ele foi intimado a responder à denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) na última segunda-feira, 27. O ex-delegado escreveu um bilhete na intimação e implorou, na mensagem, que fosse ouvido pela PF.

No mesmo dia, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, autorizou o depoimento de Barbosa.

O depoimento acontecerá na Penitenciária Federal de Brasília, onde ele está preso desde 24 de março. A captura ocorreu no mesmo dia em que os irmãos Domingos e Chiquinho Brazão foram denunciados por participação nos assassinatos.

Segundo as investigações, o ex-chefe da Polícia Civil deu orientações, a mando dos irmãos Brazão, para realização dos disparos contra Marielle e o motorista Anderson Gomes.

A defesa de Barbosa questionou a credibilidade dos depoimentos de delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa, réu confesso do assassinato. Segundo os advogados do delegado, a fala de Barbosa deve contribuir para as investigações.

Com informações do Estadão