João Pessoa 25.13ºC
Campina Grande 23.9ºC
Patos 29.4ºC
IBOVESPA 124474.36
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
Saiba como denunciar focos de dengue em João Pessoa
21/02/2024 / 08:37 / Redação
Compartilhe:
Saiba como denunciar possíveis focos de dengue em João Pessoa – Foto: Ivomar Gomes

Apesar de a cidade apresentar baixo risco de infestação do mosquito aedes aegypti, conforme resultado do Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), a prefeitura de João Pessoa segue com ações preventivas e disponibiliza canais para que a população possa denunciar possíveis focos do agente transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya.

A denúncia pode ser realizada, em forma de mensagem, através do WhatsApp “Xô, Aedes”, onde além de denunciar possíveis focos, também é possível tirar dúvidas sobre prevenção, sintomas e locais de atendimento.

O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30, e aos sábados das 8h às 11h30, através do número (83) 98825-0549.

Para quem preferir ligação, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mantém o Disk Dengue da Vigilância Ambiental. O número 3214-5718 funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h30.

“Temos dois números e duas formas de atendimento para que a população possa registrar suas denúncias. Quem desejar fazer por ligação tem o Disk Dengue à disposição, mas quem preferir por mensagem tem o ‘Xô Aedes’ onde é possível enviar fotos também. Mas é importante lembrar que o WhatsApp é exclusivo para mensagens, não aceitando ligação”, explicou a diretora de Atenção à Aaúde da SMS, Alline Grisi.

Quando o caso é considerado suspeito

Febre, usualmente entre dois e sete dias de duração, associada com náusea, vômitos e/ou exantema, dor muscular, dor de cabeça, dor retro-orbital, petéquias (manchas) são sintomas de alerta para a dengue. Também pode ser considerado caso suspeito, toda criança com quadro febril agudo, usualmente entre dois e sete dias de duração, sem foco de infecção aparente.

“Quando o paciente estiver com sintomas deve procurar um serviço de saúde para o tratamento adequado. A porta de entrada são as Unidades de Saúde da Família, mas sintomas mais graves podem procurar as Unidades de Pronto Atendimento. Pedimos que a população não realize a automedicação e que todos os casos sejam notificados a fim de verificarmos o quadro epidemiológico das arboviroses em nossa cidade”, pontua a gerente de Vigilância Epidemiológica, Danielle Melo.

Neste ano, até a primeira quinzena de fevereiro, foram notificados 554 casos suspeitos de dengue, desse total, 211 foram confirmados. Também foram registrados 25 casos de chikungunya e, até o momento, nenhum de zika.

Dia D

No próximo sábado (/24), uma parceria da prefeitura de João Pessoa com o governo do estado estará realizando o Dia D de Mobilização contra dengue, zika e chikungunya. A ação acontecerá em toda a cidade, com pontos de vacinação, além de batidas de focos nos bairros.