25.1 C
João Pessoa
22.9 C
Campina Grande
16.5 C
Brasília

Saiba como evitar a proliferação do mosquito que transmite a Chikungunya

Infectologista alerta sobre medidas para prevenir a reprodução do Aedes Aegypti e do Aedes Albopictus, responsáveis pelas infecções da dengue, Zika e Chikungunya

Nos meses de junho, julho e agosto, são registrados os mais intensos períodos de chuva em João Pessoa. Consequentemente, há o aumento dos casos de doenças virais transmitidas por mosquitos, como o Aedes Aegypti e Aedes Albopictus, responsáveis pelas infecções da dengue, Zika e Chikungunya.

A infectologista Ana Isabel Vieira Fernandes, médica cooperada da Unimed João Pessoa, alerta sobre a importância de adotar alguns cuidados para evitar ambientes propícios à reprodução dos mosquitos e, consequentemente, a transmissão da Chikungunya. “Não há vacina ou remédio específico. A prevenção eficaz é feita combatendo as larvas dos mosquitos e suas formas adultas com medidas de vigilância, eliminando os focos em casa ou em terrenos e imóveis fechados”, orienta. De acordo com a médica, também há os cuidados individuais com uso de roupas compridas em áreas com grande densidade do mosquito e uso de repelentes.

Leia Também

A doença viral afeta todo o corpo e pode causar alterações no fígado, complicações cardíacas, renais e neurológicas na fase aguda. Os idosos e quem já possui doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, são mais suscetíveis a evoluir para um quadro grave.  “Os sintomas iniciais da Chikungunya são febre alta e calafrios, dores no corpo e, em particular, nas articulações. Dor de cabeça e olhos, manchas no corpo e muita fadiga também são sintomas importantes”, explica. “A complicação mais frequente é o comprometimento osteoarticular, que pode provocar limitações aos pacientes”, informa.

Diagnóstico e tratamento – A forma mais efetiva de obter um diagnóstico, além dos exames clínicos, é por meio da realização de uma sorologia após o sétimo dia de sintomas. Segundo a especialista, é comum as pessoas confundirem os sintomas da Chikungunya com os da dengue e Zika, que são transmitidos por meio da picada da fêmea do mosquito Aedes Aegypti e Aedes Albopictus, mas são responsáveis por sintomas diferentes. “As três viroses podem causas manchas na pele, mas a dengue se destaca pela possibilidade de sangramentos e pressão baixa. Já a zika pode causar inchaço nas articulações das mãos e manifestações neurológicas. A Chikungunya se destaca das demais pela intensa agressão nas articulações, causando dores, inchaço e vermelhidão”, detalha Ana Isabel.

A infecção inicialmente deve ser tratada com hidratação. Para as dores nas articulações, a recomendação é o uso de analgésicos, que devem ser orientados pelo médico de acordo com a intensidade da dor, além de repouso, hidratação constante e compressas frias nas articulações.

Ana Isabel Vieira ressalta que é preciso cuidado na hora de diagnosticar qualquer infecção, principalmente na pandemia. “Podem surgir alguns sintomas que também acontecem com a transmissão da covid-19, mas que diferem na presença de sintomas respiratórios, como coriza, tosse, perda de olfato e congestão nasal, que são frequentes na covid-19”, alerta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

DO SERTÃO AO LITORAL: A agenda de shows do São João 2022 nos municípios da Paraíba

Depois de dois anos sem os grandes eventos públicos de São João, a Paraíba se prepara para dançar muito...

ENQUETE F5: Se as eleições fossem hoje Pedro Cunha Lima seria o novo governador da Paraíba

O programa F5 da Rádio POP FM realizou uma enquete com os ouvintes e expectadores que acompanharam a transmissão pelo YouTube da edição desta...

DATAVOX: João Azevêdo lidera com 40,7% das intenções de voto na 1ª pesquisa para governo da PB em 2022

Realizada em parceria entre o Instituto Datavox e o portal PB Agora, a pesquisa aponta o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) em segundo lugar, com 14,2%. Em seguida vem o senador Veneziano Vital (MDB), com 6,6%, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) com 5,9%, Nilvan Ferreira (PTB) com 3,2% e a vice-governadora do estado, Lígia Feliciano (PDT) com 1%. Indecisos somam 20,3%, enquanto brancos e nulos representam 8,1%.

Clientes da influencer que caiu de prédio lamentam morte e afirmam que ela tomava medicamentos

Clientes, colegas e amigos da influenciadora digital Gabi Garcez têm usado as redes sociais para lamentar a fatalidade registrada nesta terça-feira (7). A empresária era...

VÍDEO: Influencer morre após cair de prédio com mais de 180 metros em João Pessoa

Uma mulher morreu após cair do prédio Tour Geneve na tarde desta terça-feira (7), em João Pessoa. O caso foi registrado no bairro Altiplano. O...
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#