João Pessoa 32.13ºC
Campina Grande 28.9ºC
Patos 32.81ºC
IBOVESPA 125946.09
Euro 5.4435
Dólar 5.1177
Peso 0.0059
Yuan 0.7071
Secretário de Saúde de João Pessoa garante que vacinação será normalizada na capital
13/04/2021 / 13:44
Compartilhe:

 

Desde o início da manhã, muitos postos de vacinação de João Pessoa enfrentam aglomeração e grandes filas para aplicação da vacina contra Covid-19. Um deles foi o posto do Espaço Cultural  que, no final da manhã , não tinha mais imunizantes disponíveis no drive thru.

Segundo o secretário de Saúde da capital, Fábio Rocha, o medo da falta de vacinas levou a população a uma verdadeira corrida aos postos. O secretário acredita que a falta na entrega do imunizante há uma semana pelo Instituto Butantan que avisou que teria a produção interrompida, devido ao atraso na chegada dos insumos pode ter causado tudo isso, apesar do presidente da entidade, Dimas Covas, afirmar que o cronograma previsto para o mês de abril seria cumprido.

Para o secretário, ao tomar conhecimento dessas notícias e com receio da falta de vacinas, a população que tomaria a 2ª dose também correu para os postos, causando filas e aglomerações.

Fábio Rocha tranquilizou a população e ressaltou que a aplicação da segunda dose pode passar um pouco do prazo sem trazer prejuízos. ”Ela pode ser tomada com até 45 dias”, disse o secretário, apesar de ser recomendado um intervalo de 28 dias.

Ainda segundo informações da secretaria, a situação aconteceu apenas em relação à segunda dose da Coronavac, no Espaço Cultural, e que a aplicação da primeira dose continua acontecendo normalmente, com o imunizante da Astrazeneca.

A procura no aplicativo para agendamento da vacinação também foi maior e apresentou instabilidades, preocupando a população. 

O secretário ainda informou que o cruzamento de dados de vacinados no sistema demonstrou que mais de 20 mil pessoas de outros municípios tomaram a vacina em João Pessoa de forma indevida e uma das justificativas para essa falha foi a apresentação de comprovantes de residência de casas de amigos ou parentes para se imunizar na capital.

Fábio Rocha pediu paciência e que a população não procure os postos de vacinação antes do período correto.

Uma nova remessa de doses da vacina  é esperada ainda nesta terça (13) ou na quarta-feira (14) e, com isso, será normalizada a distribuição em no máximo dez dias.