João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 20.9ºC
Patos 27.09ºC
IBOVESPA 128896.98
Euro 5.9176
Dólar 5.4291
Peso 0.0059
Yuan 0.7487
Semam alerta população sobre riscos do descarte irregular de resíduos nas praias da Capital
11/05/2021 / 08:14
Compartilhe:

O ato de jogar lixo nas praias além de ser falta de educação, pode causar sérios danos ao meio ambiente. Pensando em conscientizar as pessoas, a Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), faz um alerta sobre os problemas que podem ocorrer com o descarte de resíduos nas praias da Capital.

Além de impactar as espécies marinhas, os resíduos descartados nas praias também interferem na vida dos banhistas, que podem se ferir com determinados objetos. A sujeira também reduz a balneabilidade, que é o índice usado para verificar a qualidade da água destinada à recreação.

“Descartar lixo na orla é extremamente danoso para o meio ambiente, uma vez que o material deixado como plásticos, garrafas pet e garrafas de vidro, demoram muitos anos para se decompor. Se esse lixo for para o mar, causa muitos danos aos animais, principalmente para as tartarugas marinhas, que muitas vezes morrem pela ingestão de plásticos”, destacou o diretor da Divisão de Estudos e Pesquisas (Diep) da Semam, Sérgio Chaves.

Sérgio orientou sobre a necessidade da população recolher o seu lixo quando for à praia. “Mesmo com a limpeza diária feita pelos profissionais da Emlur, a falta de consciência de algumas pessoas causa muitos danos. O ideal é que cada pessoa que for à praia recolha seu lixo em sacos plásticos para não causar danos ao meio ambiente”, concluiu.

O casal Marcos e Flávia Alves, moradores de Belo Horizonte-MG e que estão passeando em João Pessoa, estão seguindo à risca as orientações. Os dois, que estavam curtindo um dia de sol na Praia do Cabo Branco, sempre andam com um saco plástico para recolher todo o lixo produzido. “Acho muito importante esse cuidado. Já passamos por várias praias do Nordeste e as de João Pessoa são as mais limpas. Estamos fazendo a nossa parte para deixar a praia limpa”, disse Flávia.

Conscientização – O comerciante José Alcino da Silva, que trabalha há 14 anos na orla do Cabo Branco, é outro que faz a sua parte. Além de recolher o lixo dos clientes que alugam as suas sombrinhas, o senhor ainda faz questão de proteger um ninho de tartaruga marinha presente no local.

“Em todas as sombrinhas deixo um lixeiro para os clientes jogarem o lixo. No fim do dia, recolho tudo em sacos e deixo nas lixeiras da Emlur. É muito importante manter limpo o nosso ambiente.” contou o senhor, popularmente conhecido por Zezito.

Limpeza – A Autarquia de Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) faz a coleta de lixo diariamente em todas as praias de João Pessoa. A ação conta com um efetivo de aproximadamente 90 agentes entre catadores, varredores e operadores. A limpeza é feita desde a orla do Bessa – na divisa com Cabedelo – até a Barra de Gramame.