João Pessoa 28.13ºC
Campina Grande 23.9ºC
Patos 26.18ºC
IBOVESPA 127411.55
Euro 5.549
Dólar 5.1225
Peso 0.0058
Yuan 0.7077
Spirulina: o que é, para que serve e como tomar
17/02/2024 / 17:11
Compartilhe:

A spirulina ou espirulina é uma microalga que pode ser usada como suplemento alimentar, já que é uma excelente fonte de proteínas, minerais, vitaminas do complexo B, ferro e antioxidantes, como a ficocianina e o ácido gálico.

Entre os benefícios da spirulina para a saúde, destacam-se a prevenção de doenças do coração, como infarto, aterosclerose e derrame. Além disso, a microalga também auxilia no tratamento da diabetes, da rinite alérgica e no ganho de massa muscular.

A spirulina é um superalimento comercializado na forma desidratada em comprimidos, cápsulas ou em pó e pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e suplementos. A dose e forma de ingestão recomendada varia de acordo com a finalidade de uso do suplemento. Veja mais sobre o que são e outros tipos de superalimentos.

Para que serve

As principais indicações da spirulina para a saúde incluem:

1. Melhorar a disposição

Por ser uma ótima fonte de proteínas, a spirulina fornece boas quantidades de energia para o organismo. Além disso, a microalga tem um efeito prebiótico, fortalecendo as bactérias boas do intestino. Com a flora intestinal equilibrada, há uma maior produção da vitamina B6 que contribui diretamente para o aumento da energia e disposição. Conheça outros benefícios da vitamina B6 para a saúde.

Além disso, como é rica em magnésio, a spirulina também ajuda na síntese dos hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar.

2. Prevenir e tratar a anemia

A spirulina é fonte de ferro, um mineral fundamental para a produção de hemoglobina, um componente dos glóbulos vermelhos no sangue. Assim, a ingestão da microalga pode aumentar os níveis de hemoglobina no sangue, auxiliando no tratamento da anemia.

3. Diminuir colesterol “ruim” e triglicerídeos

A ficocianina, o principal antioxidante presente na spirulina inibe a absorção de colesterol no intestino, diminuindo os níveis de gordura no sangue.

Além disso, outros antioxidantes presentes na spirulina, como betacaroteno e o ácido gálico também contribuem para a redução dos níveis de colesterol total, do colesterol “ruim”, o LDL, e triglicerídeos do sangue, prevenindo doenças como infarto, aterosclerose e derrame.

4. Combater a pressão alta

A spirulina é capaz de favorecer a produção de óxido nítrico, que tem como função promover o relaxamento dos vasos sanguíneos, resultando na diminuição da pressão arterial. No entanto, é importante que o uso da spirulina seja devidamente orientado pelo médico para evitar quedas muito grandes da pressão arterial, o que pode trazer prejuízos para a saúde.

5. Regular o açúcar no sangue

A spirulina possui antioxidantes e gorduras polinsaturadas em sua composição, promovendo a redução dos níveis de açúcar no sangue, ajudando a prevenir a diabetes e a controlar os níveis de glicose em quem tem a doença. Veja outros alimentos que ajudam a prevenir a diabetes.

Além disso, devido à sua composição, a spirulina é capaz de aumentar a sensibilidade à insulina, o que tem como resultando a rápida diminuição da quantidade de glicose circulante.

6. Promover o ganho de massa muscular

Além de ser fonte de aminoácidos que auxiliam na manutenção e desenvolvimento de músculo, a spirulina ainda contém ácido γ-linolênico, uma gordura polinsaturada que melhora a resistência e a força, necessários para treinos focados em ganho de massa muscular. 

A spirulina também é fonte de antioxidantes que auxiliam na recuperação das fibras musculares após a prática de atividade física, sendo fundamental para o crescimento muscular.

7. Aliviar sintomas de rinite alérgica

Por ter atividades anti inflamatórias e estimulantes do sistema imunológico, melhorando a função dos anticorpos, a spirulina pode ser usada como um tratamento natural complementar para aliviar os sintomas da rinite alérgica, como congestão nasal, espirros e coceira, por exemplo.

8. Ajudar no emagrecimento

A spirulina é uma fonte de proteínas, além de ter boas quantidades de fibras que aumentam o tempo da digestão, promovendo a saciedade e ajudando na redução do consumo de alimentos.

Além disso, essa microalga tem poucas calorias e ainda tem boas quantidades de ácido γ-linolênico, um antioxidante que desempenha um papel importante no metabolismo e redução da gordura corporal. Entenda melhor como a spirulina pode ajudar a emagrecer.

Informações do Tua Saúde