26.1 C
João Pessoa
22.9 C
Campina Grande
23.5 C
Brasília

Carne

CONTER A INFLAÇÃO: Governo zera imposto de importação de alimentos

O governo federal anunciou nesta quarta-feira (11) que vai zerar a alíquota do imposto de importação de sete categorias de produtos alimentícios. A decisão foi tomada pelo Comitê-executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex/Camex), do Ministério da...

No tempo do Lula carne era mais barata, mas não tinha pandemia, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta sexta-feira (18) que a carne era mais barata nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e buscou justificar os preços elevados atualmente a outros problemas, como a pandemia da Covid-19. "Ah,...

China retoma importação de carne brasileira

A China autorizou a retomada das importações de carne bovina brasileira, a partir desta quarta-feira (15). A suspensão da compra de carne do Brasil teve início em 4 de setembro, após a identificação de dois casos de bovinos com...

Pesquisa do Procon-JP para preços de carnes em mercados públicos registra diferença de R$ 38

A pesquisa do Procon-JP coletou preços de 59 itens entre carne vermelha, linguiça e bacon em 16 estabelecimentos de João Pessoa. A segunda maior diferença de preço foi encontrada no filé bovino com cordão, R$ 22, com os preços oscilando entre R$ 38 (Mercado Central – Açougue Vida Nova) e R$ 60 (Mercado Central – Açouge Cipoá), variação de 57,89%.

46% dos brasileiros já deixam de comer carne por vontade própria; mercado vegano ganha espaço

Criada no Rio de Janeiro, em 2016, a rede nasceu do encontro entre os amigos Celso Fortes e Michelle Rodriguez que, na época estudantes de gastronomia, começaram a criar receitas que fossem realmente saborosas e convencessem os paladares mais exigentes de que a carne não é assim tão essencial. De acordo com os fundadores da rede, o diferencial está no preço e nas receitas que agradam veganos, vegetarianos e flexitarianos.

Ovo se torna ‘prato principal’ na pandemia: dados apontam agravamento da insegurança alimentar no Brasil

O consumo de ovo aumentou 18,8% durante a pandemia. O número de pessoas que disse ter comido mais carne, entre novembro e dezembro de 2020, foi de apenas 3,2%. Com a crise financeira causada pela pandemia de Covid-19, perda de renda e o preço da carne em alta, o ovo se tornou a principal fonte de proteínas de muitas famílias brasileiras. A pandemia altera não só níveis de consumo, mas também agrava a insegurança alimentar, que já era uma tendência no Brasil, de acordo com o economista Marcelo Neri, diretor do centro de estudos FGV Social. Em abril de 2021, 59,4% dos domicílios do país se encontravam em situação de insegurança alimentar, segundo dados da Food for Justice.
- Advertisement -

Últimas Notícias

Prefeito Cícero Lucena cobra unidade de aliados em torno da majoritária de João Azevedo

O prefeito Cícero Lucena (PP) está confiante que o grupo do governador João Azevedo (PSB), marchará unido e acolherá...
- Publicidade -

Imagens revelam como ficou fusca do influenciador brasileiro morto em acidente EUA

Imagens divulgadas nesta quarta-feira (25) mostram a situação de destruição na qual ficou o fusca 1978 do brasileiro Jesse Koz, 29, morto em um...

João Azevêdo retorna ao Sertão para inaugurar obras e participar de mais uma plenária do Orçamento Democrático

O governador João Azevêdo (PSB) retorna ao Sertão do estado, nesta quinta-feira (26), quando visita os municípios de Malta, Vista Serrana, Paulista, Coremas, Cajazeirinhas...

ASSISTÊNCIA: Prefeitura de Pocinhos abriga famílias atingidas por reservatório

As famílias desabrigadas pelo rompimento de um reservatório na cidade de Pocinhos, Agreste do Estado, estão sendo levadas para a Escola Municipal José Tomé....

Pré-candidato a governador, Veneziano assume compromisso de implantar campus da UEPB no Vale do Piancó

O pré-candidato a governador da Paraíba, Veneziano Vital do Rêgo (MDB) assumiu o compromisso público de, eleito governador, implantar um polo de educação da...