João Pessoa

Operadoras de internet dizem à CPI que muitas reclamações são causadas por “desconhecimento” de consumidores

Paulo César Alves, gerente da área de atendimento ao cliente, ouvidoria, gestão de reclamações e Call Center da BrisaNet; Marcelo Ricardo, técnico responsável da Online Telecom; e Nieremberg Ramos, consultor em telecomunicações da BR 27 garantiram que os preços ao consumidor não sofreram reajustes nos últimos anos. “Na questão dos preços, a gente só diminui os valores, não consegue aumentar, por causa da concorrência. Precisamos batalhar para entregar mais velocidade pelo mesmo valor”, disse Marcelo Ricardo. Os três representantes alegaram que as informações contratuais são fornecidas de forma clara aos clientes, e que muitas reclamações surgem pelo fato dos consumidores desconhecerem a complexidade do serviço. “O cliente precisa ter consciência do serviço que está sendo contratado, falta esse letramento digital. Muitas vezes é o conteúdo que está sendo acessado que está fora do ar e o provedor acaba levando a culpa. É muito importante que se faça essa discussão para que todos tenham conhecimento sobre o tema”, afirmou Nieremberg Ramos. “Para o consumidor ter acesso a 100% da qualidade do serviço, ele precisa usar em um único equipamento, cabeado. O teste de velocidade só é eficaz se for feito nessas condições. Se o consumidor usa o wifi, ou muitos equipamentos, a velocidade é reduzida”, complementou Paulo César Alves. A proximidade com o consumidor final para solução de conflitos foi apontada como uma vantagem das operadoras de pequeno porte pelos representantes das empresas ouvidas. “Na BrisaNet optamos por não terceirizar serviços para termos total controle de todo o processo. Temos canais para explicar, tentar resolver e, se for necessário, enviar um técnico à casa do cliente sem custo adicional”, afirmou o gerente da empresa.

João Pessoa segue aplicando 1ª, 2ª e 3ª dose contra covid-19 nesta terça; veja grupos

Para receber a primeira dose da vacina é necessário apresentar documento oficial com foto, Cartão SUS, CPF e comprovante de residência em João Pessoa. Já para a D2 e D3 é necessário o cartão de vacinação e um documento pessoal com foto, além de comprovação documental para trabalhadores de saúde e imunossuprimidos. Os postos de vacinação também estão abertos para receber as doações de alimentos não perecíveis. Após a arrecadação, eles serão distribuídos com instituições de caridade e famílias atingidas pelos efeitos da pandemia. A arrecadação e a distribuição integram uma iniciativa conjunta da Prefeitura de João Pessoa e do Governo do Estado.

Prefeitura inicia nova etapa de seleção de crianças que vão disputar vaga na Escola do Teatro Bolshoi

Os estudantes da rede municipal de ensino de João Pessoa que sonham com uma vaga na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville (SC), vão disputar uma nova fase da seleção a partir desta segunda-feira (25). A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), iniciou a segunda etapa do processo pelo qual serão avaliados os 350 estudantes classificados na primeira seletiva. Desses, 20 alunos vão para a avaliação final, que acontece no dia 3 de novembro, na sede da escola.  

Prefeito assina ordem de serviço para reforma da Escola Santa Ângela

Inaugurada por Cícero Lucena em 2003, a escola atende a 518 alunos do Ensino Fundamental I e II, além da EJA. "Essa escola é fruto da nossa meta de, já em 2003, querer garantir vagas para todos. Alugamos o prédio, depois o compramos e reformamos para que atendesse aos estudantes do Município. Hoje voltamos aqui para, mais uma vez, garantir a qualidade e os avanços na estrutura para que os estudantes possam ser atendidos como merecem", afirmou o prefeito.  

Kit para 1ª Maratona Internacional Cidade de João Pessoa pode ser retirado a partir desta quinta-feira

“Tenho certeza que essa prova será histórica. Estamos preparando tudo com muito carinho para os corredores. Vêm atletas inclusive de fora do Brasil, como do Quênia, para competir. Queremos incentivar as pessoas a praticarem atividade física tornando a nossa cidade a capital do esporte saudável”, comentou o secretário de Juventude, Esporte e Recreação, Kaio Márcio.

João Pessoa divulga grupos para vacinação contra Covid-19 nesta segunda-feira

A Prefeitura de João Pessoa prossegue nesta segunda-feira (25) com a campanha de vacinação contra Covid-19, sendo disponibilizadas a 1ª dose em adolescentes a partir dos 12 anos – sem e com comorbidade, deficiência permanente ou gestantes e puérperas da mesma faixa etária - e 18+. A 2ª dose é para pessoas que receberam a D1 da Coronavac (Butantan) há mais de 28 dias, e Astrazeneca (Fiocruz) e Pfizer há 90 dias.  Já a 3ª dose é aplicada em quem tem mais de 60 anos, imunossuprimidos e trabalhadores de saúde.

Sine-JP oferta 144 vagas de emprego e inscreve para cursos gratuitos de capacitação profissional

A semana começa com muitas oportunidades para quem vem buscando uma colocação no mercado. Além de estar oferecendo 144 postos de trabalho, o Sistema Nacional de Emprego de João Pessoa (Sine-JP) está inscrevendo para 192 vagas em cursos gratuitos de capacitação profissional. As inscrições para as qualificações iniciam nesta terça-feira (26) e se estendem até quinta-feira (28), das 9h às 12h, na sede do serviço.

‘Natal dos Sentimentos’ é atração no Brazil Travel Market realizado em Fortaleza

A estimativa da gestão é de que o ‘Natal dos Sentimentos’ aumente em 200% o fluxo de turistas na cidade, gere cerca de 4,5 mil empregos diretos e injete na economia local R$ 80 milhões no período. De acordo com o secretário de Turismo de João Pessoa, Daniel Rodrigues, a receptividade dos agentes de viagens pelo projeto natalino tem sido "surpreendente" e já há uma excelente repercussão junto à rede hoteleira, que começa a ficar sem reservas para o período de Natal. Conforme o secretário, o projeto foi pensado para atrair turistas no período de final de ano que, segundo afirmou, ainda é de baixa para o turismo.

Governo Federal anuncia ampliação na Subestação João Pessoa II para transmissão de energia a outros estados

Parte do recurso que será usado no Projeto Borborema será proveniente de fundos administrados pelo MDR. A concessionária recebeu autorização da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) para captar R$ 139 milhões junto ao Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e R$ 40 milhões, por meio do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), para outras iniciativas de expansão da rede. Os recursos serão usados na construção, operação e manutenção das instalações de transmissão nas cidades paraibanas de João Pessoa, Conde, Fagundes, Campina Grande, Ingá, Itabaiana, Mogeiro, Pedras de Fogo, Pilar, Queimadas, Santa Rita, São José dos Ramos e São Miguel do Taipu. “Essa ampliação vai reforçar o atendimento em João Pessoa e na Região Metropolitana, além de reforçar o Sistema Interligado Nacional, dando mais segurança e capacidade de transmissão e geração no país”, afirma o gerente do Projeto Borborema, João Russo.

Capital aplica primeira, segunda e terceira dose contra Covid-19 neste sábado

A segunda dose é destinada para pessoas que receberam a D1 da Coronavac (Butantan) há mais de 28 dias, e Astrazeneca (Fiocruz) e Pfizer há 90 dias. Já a terceira dose é aplicada em quem tem mais de 60 anos, imunossuprimidos e trabalhadores de saúde. Quem tiver alguma dúvida pode mandar e-mail para [email protected] ou ligar 98600-4815 (8h às 17h). Os postos de vacinação também estão abertos para receber as doações de alimentos não perecíveis. Após a arrecadação, eles serão distribuídos com instituições de caridade e famílias atingidas pelos efeitos da pandemia. A arrecadação e a distribuição integram uma iniciativa conjunta da Prefeitura de João Pessoa e do Governo do Estado.
- Advertisement -

Latest News

Operadoras de internet dizem à CPI que muitas reclamações são causadas por “desconhecimento” de consumidores

Paulo César Alves, gerente da área de atendimento ao cliente, ouvidoria, gestão de reclamações e Call Center da BrisaNet; Marcelo Ricardo, técnico responsável da Online Telecom; e Nieremberg Ramos, consultor em telecomunicações da BR 27 garantiram que os preços ao consumidor não sofreram reajustes nos últimos anos. “Na questão dos preços, a gente só diminui os valores, não consegue aumentar, por causa da concorrência. Precisamos batalhar para entregar mais velocidade pelo mesmo valor”, disse Marcelo Ricardo. Os três representantes alegaram que as informações contratuais são fornecidas de forma clara aos clientes, e que muitas reclamações surgem pelo fato dos consumidores desconhecerem a complexidade do serviço. “O cliente precisa ter consciência do serviço que está sendo contratado, falta esse letramento digital. Muitas vezes é o conteúdo que está sendo acessado que está fora do ar e o provedor acaba levando a culpa. É muito importante que se faça essa discussão para que todos tenham conhecimento sobre o tema”, afirmou Nieremberg Ramos. “Para o consumidor ter acesso a 100% da qualidade do serviço, ele precisa usar em um único equipamento, cabeado. O teste de velocidade só é eficaz se for feito nessas condições. Se o consumidor usa o wifi, ou muitos equipamentos, a velocidade é reduzida”, complementou Paulo César Alves. A proximidade com o consumidor final para solução de conflitos foi apontada como uma vantagem das operadoras de pequeno porte pelos representantes das empresas ouvidas. “Na BrisaNet optamos por não terceirizar serviços para termos total controle de todo o processo. Temos canais para explicar, tentar resolver e, se for necessário, enviar um técnico à casa do cliente sem custo adicional”, afirmou o gerente da empresa.
- Advertisement -

João Pessoa segue aplicando 1ª, 2ª e 3ª dose contra covid-19 nesta terça; veja grupos

Para receber a primeira dose da vacina é necessário apresentar documento oficial com foto, Cartão SUS, CPF e comprovante de residência em João Pessoa. Já para a D2 e D3 é necessário o cartão de vacinação e um documento pessoal com foto, além de comprovação documental para trabalhadores de saúde e imunossuprimidos. Os postos de vacinação também estão abertos para receber as doações de alimentos não perecíveis. Após a arrecadação, eles serão distribuídos com instituições de caridade e famílias atingidas pelos efeitos da pandemia. A arrecadação e a distribuição integram uma iniciativa conjunta da Prefeitura de João Pessoa e do Governo do Estado.

Defensoria Pública retoma serviços presenciais em Núcleos de Atendimento

As unidades regionais de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Sousa, Cajazeiras e Guarabira já estão atendendo presencialmente, mas não excluíram o atendimento por chat e WhatsApp. O retorno é gradual, limitado e segue os protocolos de segurança contra a covid-19. A reabertura não inclui as Salas de Atendimento da DPE-PB que funcionam dentro dos fóruns. Nas comarcas, o atendimento continua remoto, assim como o Fórum de Mangabeira, que atende a população de João Pessoa que reside nos bairros da zona Sul. O defensor público-geral da DPE, Ricardo Barros, explica que o atendimento já vem acontecendo há algumas semanas de forma experimental e que o uso do Chat e aplicativo de mensagem deverá fazer parte da nova rotina de atendimento da DPE-PB. "Para evitar aglomerações nas nossas unidades, os assistidos podem continuar usando os meios virtuais. O Chat continua disponível no nosso site, assim como a lista de contatos de WhatsApp utilizados na pandemia. Esses canais de comunicação que surgiram na pandemia vieram para ficar e não serão desativados com o retorno das atividades presenciais", adiantou.

Conde promove Dia D do Outubro Rosa nesta terça-feira

Entre as 8h e as 15h desta terça-feira, o Ginásio da Praça Central da cidade estará aberto para receber população feminina condense com palestras educativas e a disponibilização de diversos serviços. Serão realizados atendimento médico, psicológico, ginecológico, obstétrico, assistência social (orientação para laqueadura), orientação nutricional, acupuntura, Beta HCG, tipagem sanguínea, teste de covid e massagens, além de exposições educativas para mulheres. “Durante este mês de outubro, a Secretaria de Saúde tem percorrido o município levando ações educativas sobre a prevenção ao câncer de mama, do colo e do útero, e sobre outros tipos de doenças que acometem as mulheres com mais frequência”, explicou a secretaria de Saúde, Vanessa Cintra.

Na Paraíba, Coletivo Online segue com mais de 400 vagas abertas para capacitação de jovens ao primeiro emprego

As inscrições são gratuitas e trazem como pré-requisitos: idade entre 16 e 25 anos e estar cursando ou já ter concluído o Ensino Médio. O programa online distribui conteúdos por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp, permitindo que o jovem faça o curso de qualquer lugar, a qualquer momento. Ao longo da formação, os jovens terão acesso a temas como: plano de vida, planejamento financeiro, construção de currículo e preparação para processos seletivos. Durante cinco semanas, os participantes recebem 11 videoaulas e atividades para testarem seus conhecimentos no próprio celular. Após a conclusão do curso, os jovens recebem certificado de conclusão e são direcionados para o cadastro no banco de vagas dentro da comunidade exclusiva do Coletivo. A partir daí, eles estão aptos a concorrerem às vagas disponibilizadas por uma rede de 400 parceiros empregadores.