22.1 C
João Pessoa

Zika

MUITOS CASOS: Paraíba registra 27.400 casos prováveis de arboviroses em 2021

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou, nesta sexta-feira (7), o balanço dos casos de dengue, zika e chikungunya registrados no último ano. O Boletim Epidemiológico mostrou que a Paraíba registrou um total de 27.400 casos prováveis de...

‘ARRASTÕES’ NOS BAIRROS: Zoonoses intensifica combate ao mosquito Aedes aegypti em JP

O Centro Municipal de Zoonoses de João Pessoa está com agentes de endemias realizando “arrastões” nos bairros de João Pessoa para combater focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e Chikungunya, que se prolifera numa velocidade maior...

Após recorde de casos de zika, Dia D de combate ao mosquito transmissor acontece na PB

Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou o Dia D de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses dengue, zika e chikungunya, nesta sexta-feira (17), nos diversos municípios paraibanos. A abertura oficial foi no município de...

Com nordeste liderando, casos de chikungunya crescem em 2021

Entre janeiro e início de dezembro deste ano, os casos prováveis de chikungunya no Brasil somaram 93.403. O número representa um aumento de 31,3% sobre o mesmo período no ano passado. As regiões com as maiores taxas de incidência da...

ALERTA: Casos de arboviroses crescem na PB e já somam 15 mortes suspeitas

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou, nesta terça-feira (30), o Boletim das Arboviroses nº 11, com dados atualizados sobre os casos prováveis de chicungunya, dengue e zika até a Semana Epidemiológica (SE) nº 46 (26 de novembro)....

CUIDADO COM O MOSQUITO: Saúde reforça recomendações para combater o Aedes aegypti na PB

Nesta sexta-feira (26) é Dia Nacional de Mobilização para prevenção da proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) chama a atenção da população para os cuidados com...

Boletim indica aumento de casos prováveis de chikungunya na Paraíba

O relatório apresenta um aumento de 1.600 casos prováveis de chikungunya comparado ao anterior. Até o dia 25 de setembro – 38ª Semana Epidemiológica (SE), foram registrados na Paraíba 11.709 casos prováveis de dengue, 7.937 de chikungunya e 1.236 de zika. De acordo com a técnica da SES da Área de Arboviroses, Carla Jaciara, o boletim de n° 09 apresenta a mesma crescente de casos prováveis para os três agravos. Ela afirma que a maior porcentagem ainda é para dengue, com 56%, seguido da chikungunya com 38% e da zika com 6%. Fazendo uma comparação com o boletim nº 08, Carla Jaciara destaca que, além do aumento significativo da chikungunya, foi possível observar o mesmo crescimento para dengue, com 1500 novos casos prováveis. Ela alerta que muitos casos suspeitos de dengue podem estar camuflados com a semelhança clínica da Covid-19. “A consequência disso é a não notificação no sistema de informação Sinan On-line de forma oportuna. Reforçamos que, nos casos em que as arboviroses, mais especificamente a dengue, forem suspeitos, exames complementares básicos e específicos para diagnóstico diferencial devem ser considerados. O serviço de saúde que identificar casos em que a clínica do paciente se enquadre para Covid-19 e Arboviroses, devem seguir a investigação para ambos”, pontua.

Estado apresenta aumento significativo de casos da dengue, chikungunya e zika

A técnica da SES, responsável pelas arboviroses, Carla Jaciara, lembra que os focos do mosquito, na grande maioria, são encontrados dentro de casa, quintais e jardins. “Daí, a importância das famílias não esquecerem que, pelo menos uma vez por semana, deve ser feita uma faxina para eliminar copos descartáveis, tampas de refrigerantes ou outras garrafas, e, em especial, lavar bem a caixa d'água e depois vedar”, ressaltou.

Saúde alerta sobre a importância da investigação laboratorial das doenças causadas por mosquito

O diagnóstico desses agravos vem sendo ofertado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PB) aos 223 municípios da Paraíba de maneira ininterrupta. A investigação laboratorial é fundamental para a identificação dos sorotipos virais circulantes em cada município. O vírus da dengue, por exemplo, pode ser classificado em quatro sorotipos, a depender de sua gravidade, sendo conhecidos como: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4.

Paraíba registra aumento significativo nos casos prováveis de dengue, chigungunya e zika

No BE nº 6 foram registrados 4.618 casos prováveis de dengue, 2.692 de chikungunya e ainda 366 de zika. Em comparação com a anterior, a publicação atual indica um acréscimo de 2.001 casos prováveis de dengue. Os dados são igualmente alarmantes para os casos prováveis de chikungunya, que somam 1.012 a mais, já a zika apresentou um total de 196 casos prováveis a mais, em relação ao BE nº 5.
- Advertisement -

Últimas Notícias

Cinep abre 12 vagas de estágio e inscrições começam nesta segunda

A Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep) realiza, a partir desta segunda-feira (31), o Processo Seletivo de Estágio para...
- Publicidade -

AGORA: Chuvas e ventos fortes causam danos em João Pessoa; veja vídeos

O sextou hoje está diferente. Quem foi a orla de João Pessoa se surpreendeu com os fortes ventos e com a chuva, a mesma...

Shoppings Manaira e Mangabeira se destacam como opção de passeio com diversas opções de lazer e entretenimento

Além de possuírem um grande mix de lojas, quiosques, serviços, ampla Praça de Alimentação, restaurantes e outras operações, os shoppings Manaira (zona leste) e...

COVID-19: Ômicron é mais contagiosa e pode reinfectar até seis vezes mais quem não se vacinou

O risco de nova infecção por Covid-19 pela variante ômicron é seis vezes maior entre pessoas que não tomaram a vacina ou que não...

IMPORTANTE: Entenda como vai funcionar o autoteste de covid-19

Nesta sexta-feira (28), a diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a possibilidade de comercialização de testes de covid-19 que podem ser...