João Pessoa 29.13ºC
Campina Grande 26.9ºC
Patos 33.18ºC
IBOVESPA 119758.48
Euro 5.8023
Dólar 5.4054
Peso 0.006
Yuan 0.7451
TORCIDA X PM: Responsáveis por cenas de terror no Almeidão serão punidos
17/07/2023 / 20:36
Compartilhe:

A Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social se reuniu com dirigentes do Botafogo-PB, nesta tarde de segunda-feira (17), para discutir a ação da Polícia Militar contra torcedores do Belo no estádio Almeidão. Ambas as partes classificaram o acontecimento como um “fato isolado”. Um procedimento para apurar o que motivou a reação dos agentes policiais será instaurado.

Logo após vencer a Aparecidense-GO pelo placar de 2 a 1, em partida válida pela 13ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, a festa dos torcedores foi interrompida por sprays de pimenta e agentes em cima de cavalos, no espaço que fica atrás das arquibancadas. A repercussão fez com que o próprio clube pessoense se manifestasse contra a ação policial nas redes sociais.

Na reunião, o Botafogo esteve presente com o presidente Roberto Burity, o vice-presidente jurídico Guilherme Moura, presidente do Conselho Deliberativo, Zezinho Botafogo, a secretária do Conselho Deliberativo, Marjorie Carvalho, o sócio benemérito Alexandre Cavalcanti, e o executivo de Marketing, Themistocles Sabino, além do sócio contribuinte Victor Lucena.

Por parte do Estado, estava o secretário Jean Nunes, ao secretário-executivo, Lamark Donato, ao coronel Carlos Sena e ao major Máximo, coordenador de Comunicação da Policia Militar

Logo após a reunião, Jean Nunes concedeu entrevista ao programa Hora H, da Rádio POP, e reforçou sua esperança de que a ação truculenta dos agentes não vai se repetir. Além disso, defendeu o trabalho policial dos últimos anos.

“A conclusão importante que se tem é que foi exatamente um fato isolado. Que um ou outro policial possa ter extrapolado os limites, e esse procedimento vai apontar exatamente quem foi. Mas o fato isolado, que não vai macular o trabalho que a Polícia Militar vem fazendo nos últimos aqui no nosso estado”, disse.

“Desde 2011 com mais, com treinamento e capacitações nessa área. A própria conclusão da Presidência do Botafogo-PB é nesse sentido: de que um fato isolado não vai macular todo um trabalho que vem sendo feito há anos”, concluiu.

A expectativa de Jean Nunes é que todo essa parceria entre Estado e Botafogo-PB possa impossibilitar que novos casos possam acontecer, assim como punir os responsáveis pela confusão.