João Pessoa 28.13ºC
Campina Grande 24.9ºC
Patos 30.66ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
TUBERCULOSE: saiba como é contraída, os tratamentos, a prevenção e os sintomas de uma das doenças que mais mata no mundo
22/03/2023 / 21:42
Compartilhe:

A Tuberculose continua sendo uma das doenças mais mortais do mundo. Em 2020, o Brasil registrou mais de 65 mil casos de tuberculose e ficou entre os 22 países com maiores índices de infecção. Pacientes diagnosticados pela doença, podem infectar 10 a 15 pessoas por ano, caso não se trate da forma correta.

Em 1982, dia 23 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) criou essa data em homenagem ao médico Robert Koch, que descobriu a bactéria causadora da Tuberculose. O F5 preparou essa reportagem para você entender sobre a infecção e dos riscos que a doença pode causar.

Alguns sintomas mais frequentes pela tuberculose, são:

• Tosse seca, secreção por mais de três semanas, podendo chegar tossir sangues e pus.
• Cansaço
• Febre baixa, Perda de Apetite, perda de peso e suor noturno
• Rouquidão
• Emagrecimento não intencional.

Alguns pacientes não se mostram com um dos sintomas acima. Mas podem aparentar com apenas uma tosse simples, que não são notadas por meses, e evoluir sem que o infectado saiba. A transmissão da Tuberculose é transmitida diretamente com a pessoa. O doente pode transmitir ao falar, espirrar, tossir ou até mesmos por pequenas salivas.
Podemos ficar vulneráveis a doença quando enfrentamos condições de trabalhos inadequadas, Infecção por HIV, AIDS, e quando ficamos inacessível aos serviços de Saúde.

Tratamento e prevenção 

A Tuberculose tem cura, e existem vários tratamentos para seguir durante o processo de tratamento. O paciente ficará durante 6 meses, diariamente usando antibióticos que o profissional da medicina indicar. Alguns remédios que podem ajudar durante todo período de tratamento: rifampicina, isoniazida, pirazinamida e etambutol.

A prevenção é muito importante, a melhor forma de prevenir é fazer uma exame precocemente e iniciar o tratamento adequado mais rápido possível. Com mais de 15 dias após o início, já não conseguem transmitir a doença. A vacina BCG é obrigatória para menores de um ano, protegendo as crianças da gravidade da doença.

F5 Online com reportagem de Luan Araújo