UFPB investe quase R$ 600 mil em equipamentos de musculação para estudantes

Material será disponibilizado em residências universitárias e na academia do CCS

As residências universitárias dos campi da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em João Pessoa, Rio Tinto e Bananeiras receberam novos equipamentos de musculação. O investimento para aquisição das máquinas foi de aproximadamente R$ 600 mil. A inauguração das academias vai acontecer após intervenções de engenharia para instalação dos equipamentos e após avaliação da Comissão de Biossegurança da Universidade, em virtude da pandemia de Covid-19.

O maior montante, de quase R$ 318 mil, foi destinado à academia do Departamento de Educação Física, localizada no Centro de Ciências da Saúde (CCS), em João Pessoa, e o restante do valor foi para aquisição de equipamentos para as residências universitárias em João Pessoa (RUMF), Rio Tinto e Bananeiras.

Segundo o Pró-reitor de Assistência e Promoção ao Estudante (Prape), Prof. Alfredo Rangel, a compra atende a uma demanda dos estudantes, principalmente dos residentes. “É uma ação importante de assistência estudantil, porque além de estimular a prática de atividades físicas, promovendo a saúde e o bem-estar, pode viabilizar projetos de extensão e estágios para alunos da área de saúde, em particular de Educação Física”, ressaltou.

Leia Também

O Pró-reitor explicou que as demandas para a instalação dos equipamentos nos espaços já foram mapeadas pela Prape e serão realizadas pela Superintendência de Infraestrutura (Sinfra). A liberação das academias para uso pelos estudantes vai depender, ainda, do aval da Comissão de Biossegurança da UFPB, mas a expectativa é de que esses espaços estejam à disposição dos residentes no retorno das atividades presenciais na Universidade.

Outras aquisições para as residências

O valor de R$ 280 mil investido na compra de equipamentos de musculação para as residências está inserido em um conjunto de ações de melhoria da estrutura desses espaços nos quatro campi, que chegou ao montante de aproximadamente R$ 854 mil desde o início da atual gestão.

A UFPB também investiu R$ 371 mil na compra de 95 computadores desktop para inclusão digital dos residentes dos quatro campi. Além disso, destinou R$ 203 mil para a aquisição de 372 armários individuais para cada aluno da Residência Universitária Masculina e Feminina (RUMF), no campus João Pessoa.

Essas melhorias vão beneficiar um público que pode chegar a cerca de 1.100 alunos residentes nas duas unidades de João Pessoa e nas casas de estudantes em Areia, Bananeiras e Rio Tinto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

Festival In-Edit começa nesta quarta com 50 documentários musicais

Toda a programação do festival pode ser consultada no site do In-Edit. Alguns filmes também poderão ser acessados na plataforma do Sesc Digital e no canal Tamanduá com acesso gratuito. Após o dia 28 de junho, 11 filmes nacionais ficarão disponíveis na plataforma Spcine Play, também com acesso gratuito.

Vacinado, João Azevedo começa a mexer peças no tabuleiro

O evento para a entrega de caminhões e equipamentos destinados à agricultura familiar no Centro de Convenções, em João Pessoa, mostrou nesta segunda-feira que após tomar as duas doses de Coronavac o governador João Azevedo quer se reaproximar da sua base política. Não que tenha estado tão distante, mas durante a pandemia as audiências foram suspensas e o contato olho no olho só retornou recentemente após o governador ser totalmente imunizado.

João Azevedo e o mapa de 2022

Esse é o x da questão. Tecnicamente, sua experiência é invejável, já politicamente, sua liderança está em construção, embora tenha passado por testes importantes.  Na fase inicial da gestão, lidou com a operação Calvário que arrastou Ricardo Coutinho e nomes importantes da primeira formação do seu secretariado saindo sem arranhões. O vendaval da operação emendou com a pandemia do Coronavirus e Azevedo após 14 meses fez o dever de casa sem prejudicar a gestão fiscal.

Wilson Santiago propõe pagamento de 12 meses de salário mínimo para desempregados com imposto arrecadado de grandes fortunas

Terá direito ao benefício, de um salário mínimo mensal, a pessoa comprovadamente desempregada, e obrigatoriamente inscrita em cursos de formação e capacitação profissional, com duração de até 12 meses. A proposta em análise na Câmara dos Deputados prevê a criação, por meio de lei complementar, do Imposto sobre Grandes Fortunas (IGF). O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Botijão do gás de cozinha chega a R$ 95 em João Pessoa; veja preços por bairro

Os maiores preços foram encontrados no Depósito Pecorelli (Jaguaribe), Beto Gás (Monsenhor Magno/Valentina), Gravatá Gás (Boa Esperança/Valentina), Real Gás (Bancários) e Log Gás (Geisel).
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#