29.8 C
João Pessoa

Unimed anuncia investimentos de R$ 1,5 bi e amplia serviços da rede

Sistema de cooperativas médicas completa 50 anos de presença nacional cobrindo mais de 4,7 mil municípios brasileiros

O Sistema Unimed alcança, neste mês, a marca de 14 novos hospitais entregues em todo o país desde o início da pandemia de Covid-19. As unidades representam a abertura de mais de 1,1 mil leitos em oito estados, com investimentos estruturantes avaliados em R$ 1,5 bilhão para a expansão da capacidade assistencial. Até 2023, mais quatro hospitais devem entrar em operação. O anúncio coincide com outro marco histórico para as Unimeds: a rede de cooperativas médicas iniciou sua expansão pelo Brasil há exatos 50 anos e, atualmente, cobre mais de 4,7 mil municípios brasileiros, 86% do total.

“O maior legado desse período é termos contribuído para interiorizar uma atenção à saúde de qualidade no país. Nossas cooperativas impactam diretamente o desenvolvimento econômico e social do entorno, gerando empregos, mobilizando a cadeia de serviços e aportando tecnologia”, analisa Omar Abujamra Junior, presidente da Unimed do Brasil, confederação que representa o sistema. “São investimentos relevantes para o setor de saúde brasileiro, que estão sendo feitos pelos nossos médicos cooperados”, ressalta.

Leia Também

Impacto setorial

A ampliação dos serviços também contribui para consolidar a liderança na saúde suplementar. As Unimeds atendem a 18,3 milhões de beneficiários de planos de saúde, ou 38% do mercado. Desde junho de 2020, quando o setor voltou a crescer, as carteiras registram um saldo positivo de 680 mil novos clientes. “Nossa qualidade médica, a capilaridade da rede e o relacionamento próximo com as comunidades são diferenciais imbatíveis da Unimed”, avalia Omar Abujamra.

Omar Abujamra Junior, da Unimed do Brasil: qualidade médica, presença em todo o país e proximidade com as comunidades diferenciam as cooperativas – Divulgação

Com essa abrangência, as Unimeds injetam mais de R$ 56 bilhões por ano no sistema de saúde. São quase 2,5 mil hospitais credenciados em todo o país. A rede própria, formada por 152 hospitais e hospitais-dia, além de clínicas, unidades de urgência e centros de diagnóstico, complementa os serviços de forma estratégica. O impacto em geração de trabalho e renda também é relevante. O sistema reúne 118 mil médicos cooperados e gera mais de 134 mil empregos diretos. Levantamento feito com 119 cooperativas aponta que, desde o último ano, mais 13 mil profissionais de saúde foram contratados para reforçar a linha de frente no enfrentamento da pandemia.

Conexão local

Além de manter os investimentos planejados para entrega dos novos hospitais, o Sistema Unimed respondeu à crise com ações de contingência, em mais de 550 iniciativas locais para adequação da rede de atendimento. A capacidade já instalada de leitos de terapia intensiva foi ampliada em 58% e, nos momentos mais críticos, foram montados pelo menos 12 hospitais de campanha, além de serviços de telemedicina e, mais recentemente, a criação de centros de cuidados especializados para acompanhar os pacientes com complicações físicas e emocionais pós-Covid.

A conexão local também se refletiu nos projetos socioambientais. De acordo com o Balanço Social da organização, em 2020, o Sistema Unimed investiu R$ 85 milhões em projetos externos de responsabilidade socioambiental, beneficiando 9,9 mil entidades em todo o Brasil. Na esteira da crise econômica, só as iniciativas assistenciais e de ajuda humanitária mais que dobraram no último ano, beneficiando diretamente cerca de 1 milhão de pessoas. “O engajamento com a sociedade é um dos princípios mais fortes do cooperativismo que vivenciamos no dia a dia”, conclui Omar Abujamra.

Por Metrópoles

#PUBLICIDADE#

Mais Lidas

PSDB decide adiar votação das prévias

O PSDB decidiu suspender a realização das prévias presidenciais neste domingo, em consequência de falhas no aplicativo pelo qual...

DIA DO HETERO: Foi aprovado na ALPB, o Dia Estadual do Orgulho Heterossexual na PB

Foi aprovado por unanimidade na sessão desta segunda-feira (22), o projeto de lei 3.324/2021 que cria o Dia Estadual do Orgulho Heterossexual no âmbito do Estado da Paraíba....

150 VAGAS: Concurso para UFPB é anunciado para 2022

O anúncio aconteceu durante uma live realizada pelo reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Valdiney Gouveia, anunciou nesta terça-feira (23) que serão ofertadas pelo...

Acidente no Manaíra Shopping deixa dois mortos

Segundo as primeiras informações do IML o condomínio do shopping realizava um serviço de relocação de uma casa de máquinas de ar-condicionados quando ocorreu o acidente que vitimou Luciano Bezerra (53) e Euclídes Silva (61). O delegado Alberto Jorge plantonista na Central de Polícia esteve no local acompanhando a perícia do IML e a remoção dos corpos.

Italiano cai em golpe e passa 15 anos achando que namorava a modelo Alessandra Ambrosio

Durante o período, Roberto Cazzaniga entregou 700 mil euros (R$ 4,3 milhões) para a estelionatária, que pedia ajuda financeira para custear tratamentos de supostos problemas cardíacos. "Tenho tantas dívidas, não é fácil 'acordar do coma'", disse Roberto, aos prantos. De acordo com o portal "Il Fatto Quotidiano", Roberto chegou a fazer empréstimos para enviar o dinheiro pedido pela namorada falsa. A verdade foi revelada nesta terça-feira por um programa televisivo da "Mediaset", que reuniu provas de que o homem estava sendo enganado mediante pedidos da família do atleta, que estava preocupada com ele e desconfiada da namorada virtual. 
#PUBLICIDADE#

ACHAMOS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

#PUBLICIDADE#