João Pessoa 26.13ºC
Campina Grande 22.9ºC
Patos 23.57ºC
IBOVESPA 125946.09
Euro 5.4435
Dólar 5.1177
Peso 0.0059
Yuan 0.7071
Uso diário de maconha aumenta risco de infarto e derrame, revela estudo da Universidade da Califórnia
26/03/2024 / 15:27
Compartilhe:
Fotografia – Esteban Lopez

Um recente estudo conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia em São Francisco (UCSF), baseado na análise de dados fornecidos pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), lançou luz sobre os perigos do uso diário de maconha, associando-o a um aumento significativo no risco de eventos cardiovasculares, como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC).

Os especialistas examinaram informações de mais de 434 mil pessoas, investigando minuciosamente como o consumo de cannabis estava relacionado a esses eventos cardíacos. Em particular, o estudo comparou os riscos entre aqueles que faziam uso regular de maconha e a população adulta em geral, além de indivíduos que nunca haviam fumado tabaco.

Os resultados da análise revelaram uma conexão entre o uso diário de maconha e o aumento do risco de doença cardíaca coronária, infarto agudo do miocárdio e AVC. Essa associação foi observada especialmente entre os usuários que nunca haviam fumado tabaco, sugerindo que o impacto da maconha na saúde cardiovascular pode ser ainda mais pronunciado em certos grupos.

Diante dessas descobertas, a Sociedade Americana do Coração emitiu um alerta, enfatizando a importância de conscientizar o público sobre os riscos à saúde associados ao uso frequente de maconha. Os pesquisadores da UCSF também destacaram a necessidade de realizar mais estudos para entender completamente os mecanismos subjacentes que ligam o consumo de cannabis a problemas cardiovasculares, a fim de orientar políticas de saúde pública e estratégias de prevenção mais eficazes.