João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 22.9ºC
Patos 30.99ºC
IBOVESPA 128534.63
Euro 5.9101
Dólar 5.4346
Peso 0.0059
Yuan 0.7493
Veja o que decidiu a Justiça após prisão de acusadas de desvio de dinheiro do Padre Zé
17/11/2023 / 18:31
Compartilhe:

A justiça através da audiência de custódia, decidiu que Jannyne Dantas ficará no Presídio Feminino Júlia Maranhão em ala destinada a custodiadas com curso superior, conforme faz prova documentação atestando se tratar de Nutricionista.

Amanda Duarte, que também teve a prisão preventiva decretada pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida ficará em prisão domiciliar com uso da tornozeleira eletrônica. A solicitação da investigada, foi alegando que tem uma filha de quatro meses, que está em processo de amamentação.

A prisão 

O desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba, afirmou, na decisão que decretou a prisão preventiva do Padre Egídio Carvalho que o religioso poderia continuar cometendo fraudes com os recursos desviados do Hospital Padre Zé, em João Pessoa.

“Fica evidente a possibilidade de haver outros pagamento ilegais, ocultos ainda aos olhos dos órgãos de investigação, organizados e estruturados, entre os participantes do apontado esquema criminoso”

“Existe a possibilidade de ocorrerem  novas fraudes em relação aos valores obtidos por meio de empréstimos, com cifras milionárias, pactuados pelo presidente das instituições, Egídio de Carvalho Neto e suas convivas Jannyne Dantas Miranda e Silva e Amanda Duarte Silva Dantas, uma vez que tais valores não foram cristalinamente contabilizados junto aos cofres das instituições, além dos indícios de confusão patrimonial envolvendo os ex-gestores, ora investigados, os quais podem estar no usufruto e proveito dos frutos obtidos com as práticas delitivas reiterada”, diz a decisão

Padre Egídio se entregou na sede do Gaeco, as 11h da manhã, desta sexta-feira (17). Jannyne e Amanda, horas depois se apresentaram.