João Pessoa 24.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 22.8ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
“Vou prender em flagrante” diz Wallber sobre suposto porte ilegal de arma de Julian Lemos
06/12/2021 / 20:18
Compartilhe:

O embate entre o deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas) contra o deputado federal Julian Lemos (PSL) ganhou mais um episódio na noite desta segunda-feira (6) quando, em áudio enviado ao programa 60 Minutos, do Sistema Arapuan de Comunicação, o parlamentar afirmou que encaminhou um ofício a Polícia Federal onde pediu esclarecimentos sobre a conduta do parlamentar federal que supostamente tem andado armado por ambientes públicos e privados de João Pessoa.

Segundo Wallber, o deputado federal responde a um processo por suposta agressão contra a ex-esposa e, por esse motivo, mesmo com a prerrogativa de parlamentar, ele não pode ter porte de arma. Ele afirmou que se for comprovado que não há autorização por parte da Polícia Federal, ele vai prender Julian Lemos em flagrante.

Eu conheci Julian Lemos preso, na carceragem da Central de Polícia após ele ter agredido a esposa e preso pela Maria da Penha. Quando ele me viu parecia que tinha visto o pai, pedindo para não descer para o presídio do Roger, porque nem estudar ele estudou para ter prisão especial. Mesmo assim, com minhas amizades, consegui tirar ele da carceragem e colocar numa cela especial até ser solto”, disse.

Então eu não devo nada a ele, ele é quem me deve. E tem mais, ele anda expondo por aí em restaurantes, praias, ambientes públicos e estou oficiando a Polícia Federal para saber se ele tem porte de arma, porque de acordo com a legislação, quem tem porte, mesmo sendo deputado, não pode ter. E se a resposta da Federal for que ele não pode andar armado, eu vou prender ele em flagrante. Eu quero ver ele andando armado para prender em flagrante, porque eu quero ver até onde vai a coragem dele”, afirmou Wallber Virgolino.