PIAUÍ:  Em evento Lula desrespeita a  legislação e pede votos

O ex-presidente Lula da Silva utilizou nesta quarta um ato de pré-campanha no Piauí para pedir votos para ele, para o ex-governador do estado Wellington Dias que concorre a uma vaga no Senado

O discurso de Lula, cheio de críticas ao presidente Jair Bolsonaro e de acenos ao eleitorado mais carente

A solicitação explícita de votos, diz a Lei das Eleições, caracteriza propaganda eleitoral antecipada, prática punida com multa e que pode, em tese, configurar abuso de poder.

Ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o advogado Fernando Neves foi taxativo ao afirmar que um pré-candidato não pode pedir votos antes da campanha.