João Pessoa 23.13ºC
Campina Grande 21.9ºC
Patos 23.13ºC
IBOVESPA 126548.34
Euro 5.8882
Dólar 5.4714
Peso 0.006
Yuan 0.7527
YouTube remove vídeos de Bolsonaro por conteúdo incorreto sobre a Covid-19
22/07/2021 / 12:36
Compartilhe:

O Youtube retirou do ar, nesta quarta-feira (21), vídeos publicados no canal do presidente Jair Bolsonaro onde ele aparece defendendo o uso de cloroquina e ivermectina no tratamento da Covid-19, mesmo com a comprovação científica de ineficácia dos medicamentos contra a doença.

Em nota, a rede social afirmou que “após análise cuidadosa”, removeu o material por violação à política de informações incorretas sobre a Covid-19.

“Nossas regras não permitem conteúdo que afirma que Hidroxicloroquina e/ou Ivermectina são eficazes para tratar ou prevenir COVID-19; garante que há uma cura para a doença; ou assegura que as máscaras não funcionam para evitar a propagação do vírus”, destacou a empresa.

Ainda segundo o Youtube, as diretrizes são aplicadas de forma “consistente em toda a plataforma, independentemente de quem seja o produtor de conteúdo ou de visão política.”

Entre os vídeos removidos do canal estão transmissões ao vivo do presidente, tradicionalmente realizadas às quintas-feiras.

A exclusão de determinados conteúdos sobre esse tema começou após uma atualização da política de uso do YouTube feita em abril. De acordo com as regras, serão retirados vídeos que tenham:

  • conteúdo que recomenda o uso de ivermectina ou hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19;
  • conteúdo que recomenda o uso de ivermectina ou hidroxicloroquina para prevenção da Covid-19;
  • afirmações de que ivermectina ou hidroxicloroquina são tratamentos eficazes contra a Covid-19;
  • alegações de que há um método de prevenção garantido contra a Covid-19;
  • afirmações de que determinados remédio ou vacinas são uma cura garantida para a Covid-19.

Além disso, o Youtube diz que “também não é permitido o envio de conteúdo que dissemine informações médicas incorretas que contrariem as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS)”. A conduta mencionada vale para tratamento, prevenção, diagnóstico, transmissão e diretrizes sobre distanciamento social e autoisolamento.

Íntegra do YouTube

“Após análise cuidadosa, removemos vídeos do canal Jair Bolsonaro por violar nossas políticas de informações médicas incorretas sobre a COVID-19. Nossas regras não permitem conteúdo que afirma que Hidroxicloroquina e/ou Ivermectina são eficazes para tratar ou prevenir COVID-19; garante que há uma cura para a doença; ou assegura que as máscaras não funcionam para evitar a propagação do vírus. Essas diretrizes estão de acordo com a orientação das autoridades de saúde locais e globais e atualizamos nossas políticas conforme as mudanças nessas orientações. Aplicamos nossas políticas de forma consistente em toda a plataforma, independentemente de quem seja o produtor de conteúdo ou de visão política.”