João Pessoa 22.13ºC
Campina Grande 18.9ºC
Patos 23.68ºC
IBOVESPA 124305.57
Euro 5.6073
Dólar 5.1707
Peso 0.0058
Yuan 0.7137
Corpo do jornalista Wellington Farias será sepultado hoje em João Pessoa; políticos e comunicadores lamentam morte
17/10/2023 / 08:15
Compartilhe:

O sepultamento do jornalista Wellington Farias acontece na tarde desta terça-feira (17), às 14h30, no Cemitério Parque das Acácias, em João Pessoa. O velório teve início na noite de ontem. Wellington Alexandre de Farias faleceu aos 67 anos idade, nesta segunda-feira (16), no Hospital Napoleão Laureano, na capital, em decorrência de um câncer. Ele lutava contra a doença desde 2019.

Natural de Serraria, cidade do Brejo paraibano, Farias era casado com a jornalista Eloíse Elane e pai de três filhos, avô de uma neta.

Com mais de 40 anos dedicados ao jornalismo, passou por Rádio Tabajara e jornal A União, além dos sistemas Correio e Arapuan. Atuou nos jornais O Norte, Correio da Paraíba e fez parte do Correio Debate, transmitido pela 98 FM, onde recebeu o apelido de “Língua de Tesoura”. Mais recentemente empreendeu no jornalismo digital, com o blog Dito e Feito.

O jornalista também amava música, tocava violão e saxofone.

Nas redes sociais, políticos e nomes da comunicação paraibana lamentaram a morte de Wellington.

“A perda de Wellington Farias deixa o nosso estado e o jornalismo paraibano de luto. Apaixonado por música e pela sua bela Serraria, Wellington escreveu sua história na comunicação paraibana com muita coragem e competência. Meu abraço de solidariedade à família e aos amigos nesse momento. Que Deus conforte a todos”, escreveu o governador João Azevêdo (PSB).

“Quero expressar meu profundo pesar pelo falecimento do jornalista, Wellington Farias. Profissional dos mais respeitados no jornalismo impresso, acabou se redescobrindo no rádio, onde brilhou com seus quadros bem humorados e apimentados. Meus sentimentos a amigos e familiares”, publicou o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP).

“Sua paixão pelo jornalismo e maestria em relatar histórias marcaram a comunicação na Paraíba. Que Deus o receba e conforte os corações de todos”, afirmou a senadora Daniella Ribeiro (PSD).

“É com grande tristeza que recebo a notícia do falecimento do nosso amigo e jornalista Wellington Farias”, disse o senador Efraim Filho (União). “Que Deus o receba de braços abertos e que ele possa confortar os corações dos amigos e familiares”.

A direção do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de João Pessoa (Sintur-JP) lamentou, “com grande pesar, o falecimento do estimado jornalista Wellington Farias”.

“A Paraíba perde um ícone do jornalismo. Wellington destacou-se como um profissional excepcionalmente inteligente, conduzindo sua carreira com retidão e integridade. O Sintur-JP solidariza-se com familiares e amigos neste momento de profunda dor e deseja conforto para todos os corações em sofrimento.”

“Que Deus lhe receba em sua morada e dê conforto aos corações de sua amada Eloíse e todos os familiares e amigos”, comentou o deputado federal Luiz Couto (PT).

O deputado estadual Wilson Filho (Republicanos) ressaltou que além de ser referência no jornalismo político, Wellington “também desenvolveu durante anos um trabalho social em Serraria, onde ensinava os jovens a arte da música. A imprensa e a cultura da Paraíba perdem um referencial”.

Cida Ramos (PT), deputada estadual, destacou que Farias “realizou um grande trabalho por vários meios de comunicação do estado. Meus sentimentos aos familiares, amigos e admiradores do seu trabalho”.

“Um dos grandes nomes da imprensa paraibana”, disse o deputado estadual Luciano Cartaxo (PT).

Presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (Republicanos) registrou que “sua trajetória inspiradora e determinação serão sempre lembradas. Meus pensamentos estão com sua família neste momento difícil. Descanse em paz, meu amigo”.

A jornalista Sony Lacerda declarou que “Wellington vai nos deixar um vazio imenso por tudo que representa como jornalista e um ser humano do bem”.

“Meu amigo, vai deixar saudades, você foi um dos poucos amigos que conquistei no jornalismo e na política. Te amo sempre”, declarou o repórter fotográfico Mano de Carvalho.

“Wellington deixa um legado eterno”, pontuou Andreia Barros.

“Força e Fé para @eloiselane e todos os familiares e parentes. Que a misericórdia divina alcance a todos e nosso amigo encontre repouso nos braços do Pai!”, publicou o presidente da Associação Paraibana de Imprensa, Marcos Weric.

“Meu abraço de fé, meu ombro de solidariedade! Welington foi duplamente digno: na vida e na profissão! Um cidadão, antes de tudo!!!”, escreveu o presidente da Associação de Mídia Digital (Amidi), Heron Cid.