João Pessoa 28.13ºC
Campina Grande 25.9ºC
Patos 31.39ºC
IBOVESPA 124729.4
Euro 5.6025
Dólar 5.1645
Peso 0.0058
Yuan 0.7135
PF emite nota informando de proibição do TSE sobre ações e operações deflagradas
30/10/2022 / 10:33
Compartilhe:

A Polícia Federal emitiu uma nota na manhã deste domingo (30), que não divulgará dados sobre ações e operações deflagradas pela instituição no combate a crimes eleitorais. De acordo com a PF, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Ministro Alexandre de Moraes emitiu decisão proibindo a divulgação.

A Polícia destacou na nota que os dados das ações da Polícia Federal integravam boletim divulgado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública de duas em duas horas e eram repassados à imprensa por meio da Coordenação-Geral de Comunicação Social e pelas equipes de comunicação social regionais, tão logo estivessem disponíveis para divulgação, tudo almejando cumprir com o princípio constitucional da transparência.

Confira a nota:

“Dentre as suas atribuições legais e constitucionais a Polícia Federal atua historicamente, em conjunto com as demais forças de segurança pública, na prevenção e repressão a crimes eleitorais.

Desde 2018, a PF acompanha o pleito eleitoral nos Centros Integrados de Comando e Controle no papel de coordenar e fornecer informações relacionadas aos procedimentos de Polícia Judiciária formalizados em sistemas oficiais da própria Instituição, com atuação de equipe dedicada ao longo do dia das eleições e das datas anteriores.

Os dados das ações da Polícia Federal integravam boletim divulgado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública de duas em duas horas e eram repassados à imprensa por meio da Coordenação-Geral de Comunicação Social e pelas equipes de comunicação social regionais tão logo estivessem disponíveis para divulgação, tudo almejando cumprir com o princípio constitucional da transparência.

Todavia, a Polícia Federal informa que a divulgação na data de hoje (30/10) dos dados sobre ações e operações deflagradas pela PF no combate a crimes eleitorais foi proibida pela decisão (ID 15831 2347) do Ministro Alexandre de Moraes no Processo 0601800-39.2022.6.00.0000 (TSE), razão pela qual não serão publicizadas.”.