22.1 C
João Pessoa

adolescentes

Cabedelo vacina pessoas 12+ com ou sem comorbidades nesta segunda-feira

Cabedelo segue protegendo sua população contra a Covid-19. Nesta segunda-feira (26), segue a imunização de pessoas 12+ com ou sem comorbidades.A campanha também aplica as doses de reforço em idosos 70+ que tomaram a 2ª dose há seis meses; e imunossuprimidos que tomaram a 2ª dose há, pelo menos, 28 dias Também segue sendo disponibilizada a 1ª dose para adolescentes 12+ com comorbidades, deficiência permanente, gestantes ou privados de liberdade; e D2 para quem já conta os tempos de intervalos (28 ou 90 dias).

Saúde distribui 30.258 doses para vacinação de adolescentes contra a covid-19 nesta segunda-feira

  Esta é a 53ª pauta de distribuição realizada pela SES e operacionaliza a oferta da vacina à população de 12 a 17 anos. A orientação é de que este público seja vacinado de forma decrescente por faixa etária, a exemplo da vacinação em idosos e adultos, priorizando o acesso às crianças e adolescentes com deficiência permanente, com comorbidade e/ou privados de liberdade.

Socioeducandos com idade entre 12 e 17 anos são vacinados contra covid-19

A vacinação contra a covid-19 para essa faixa de idade, nas unidades socioeducativas da Fundac, teve início nessa quarta-feira (22) e seguiu o calendário de vacinação do município de João Pessoa. A diretora técnica da Fundac, Luciana Gomes, considera a vacinação a forma mais eficaz de frear a contaminação e o surgimento de novas variantes do coronavirus. “É o único caminho capaz de nos proteger, bem como toda a comunidade socioeducativa, diminuindo assim os riscos de contágio”, reforçou. Os jovens que cumprem medidas judiciais em unidades na faixa etária 18+ foram contemplados com a primeira dose da vacina contra a covid-19 no último dia 14 de setembro. A ação atendeu 52 jovens, sendo 50 em cumprimento de medidas de internação no Centro Educacional do Jovem (CEJ) e dois em internação provisória no Centro Educacional do Adolescente (CEA).

Capital segue vacinação de adolescentes a partir de 16 anos e aplica 3ª dose em idosos 75+

As pessoas maiores de 18 anos sem comorbidades também serão vacinadas nesta quarta-feira, bem como quem recebeu a D1 da Coronavac há mais de 28 dias e da Astrazeneca e Pfizer há 90 dias. A vacinação ocorrerá em 17 postos espalhados pela cidade. Nos ginásios, a população poderá ser imunizada das 8h às 12h. Já nos postos do tipo drive-thru, o horário será estendido até 15h.

Cabedelo vacina adolescentes 14+ sem comorbidades a partir desta quarta-feira

No caso dos adolescentes sem comorbidades e que não tenham o cartão SUS, ele pode ir acompanhado do pai ou da mãe, mas estes devem possuir o documento local. Se o adolescente não tiver identidade, pode levar a certidão de nascimento, e precisa estar acompanhado dos pais e estes, com os seus documentos de identificação.

Lewandowski determina que vacinação de adolescentes deve ser decidida por estados e municípios

A decisão ocorre no âmbito de Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental apresentada por PC do B, PSOL, PT, PSB e Cidadania, que questionaram a decisão do Ministério de Saúde de suspender a vacinação de jovens entre 12 e 17 anos sem comorbidades. Na semana passada, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, chegou a dizer expressamente que mães não deveriam levar "suas crianças" para vacinar "sem autorização da Anvisa" —embora a Agência Nacional de Vigilância Sanitária tenha mantido a orientação de uso da Pfizer em adolescentes. O ministro Ricardo Lewandowski afirma que a decisão da pasta não foi amparada por evidências acadêmicas ou critérios científicos e técnicos estabelecidos por organizações reconhecidas. O ministro ainda destaca, com palavras em negrito, que a corte já demonstrou que a campanha de vacinação no país deve se guiar por evidências científicas e análises estratégicas pertinentes.

Escola é meio de crianças conhecerem esporte, diz campeão paralímpico

Wendell Belarmino, que é brasiliense e começou a praticar natação aos 3 anos, destaca que a divulgação dos esportes paralímpicos deveria ser maior. “Hoje eu percebo que tem muito mais conhecimento do que é esporte paralímpico do que há dez, quinze anos. Isso é muito bom”, disse. O medalhista disse que acredita que, como aconteceu com ele, o esporte serve principalmente para “mostrar que uma pessoa com deficiência nada mais é do que uma pessoa comum que precisa de algum tipo de adaptação, assim como você deve precisar de algum tipo de adaptação para fazer alguma coisa no seu dia”.

João Pessoa inicia vacinação de adolescentes a partir de 16 anos sem comorbidades, nesta terça-feira

A prefeitura de João Pessoa segue, nesta terça-feira (21), sua campanha de vacinação contra a covid-19 e começa a imunizar, com a primeira dose, adolescentes a partir de 16 anos sem comorbidades. Também aplica a primeira dose em adolescentes a partir dos 12 anos que estejam gestantes ou puérperas, tenham alguma comorbidade ou deficiência permanente. Além disso, aplica a terceira dose nos idosos com 78 anos ou mais. Também será aplicada a segunda dose nas pessoas que receberam a D1 da Coronavac há mais de 28 dias e da Astrazeneca e Pfizer há 90 dias. A vacinação ocorrerá em 20 postos espalhados pela cidade. Nos ginásios, a população poderá ser imunizada das 8h às 12h. Já nos postos do tipo drive-thru, o horário será estendido até 15h.

Imunização de adolescentes sem comorbidades só pode ocorrer se houver vacina suficiente, diz MPF

Em reunião virtual realizada nesta segunda-feira (20), representantes do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Ministério Público da Paraíba (MP/PB) orientaram gestores que, ao optarem por vacinar adolescentes sem comorbidades, adotem técnicas de organização e planejamento, a fim de que grupos prioritários não sejam prejudicados. Na ocasião, foi esclarecido que adolescentes sem comorbidades podem ser imunizados, desde que haja doses suficientes para garantir a vacinação completa de adolescentes com deficiências permanentes ou comorbidades, gestantes e puérperas e os privados de liberdade, além de todas as pessoas maiores de 18 anos, incluindo as doses de reforço dos idosos. “Os gestores podem seguir a ordem até adolescentes sem comorbidades se tiverem vacinas para isso, contudo, devem assumir a responsabilidade de eventuais falhas na organização e planejamento, pelo que devem pautar as ações de forma a não prejudicar outros grupos, que são prioritários, com busca ativa e reserva de doses para grupos específicos, devendo haver diálogo entre os municípios para não haver grande discrepância”, destacaram os membros do MPF. O Ministério Público Federal também alertou para a necessidade de prudência por parte dos gestores, “pois pode haver mudanças nas diretrizes do Ministério da Saúde e na remessa de doses”.

João Pessoa aplica 3ª dose em idosos 75+ e segue vacinando adolescentes 12+ com comorbidades ou deficiência

Para receber a primeira dose da vacina é necessário apresentar documento oficial com foto, Cartão SUS, CPF e comprovante de residência em João Pessoa. Já para a D2 e D3, é necessário apenas o cartão de vacinação e um documento com foto. Quem tiver algum problema para realizar o cadastro ou agendamento, pode tirar dúvidas pelo e-mail vacinajp@gmail.com ou telefone 98600-4815 (8h às 17h). Quem for tomar a 3ª dose, não precisa de agendamento.
- Advertisement -

Últimas Notícias

Cinep abre 12 vagas de estágio e inscrições começam nesta segunda

A Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep) realiza, a partir desta segunda-feira (31), o Processo Seletivo de Estágio para...
- Publicidade -

AGORA: Chuvas e ventos fortes causam danos em João Pessoa; veja vídeos

O sextou hoje está diferente. Quem foi a orla de João Pessoa se surpreendeu com os fortes ventos e com a chuva, a mesma...

Shoppings Manaira e Mangabeira se destacam como opção de passeio com diversas opções de lazer e entretenimento

Além de possuírem um grande mix de lojas, quiosques, serviços, ampla Praça de Alimentação, restaurantes e outras operações, os shoppings Manaira (zona leste) e...

COVID-19: Ômicron é mais contagiosa e pode reinfectar até seis vezes mais quem não se vacinou

O risco de nova infecção por Covid-19 pela variante ômicron é seis vezes maior entre pessoas que não tomaram a vacina ou que não...

IMPORTANTE: Entenda como vai funcionar o autoteste de covid-19

Nesta sexta-feira (28), a diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a possibilidade de comercialização de testes de covid-19 que podem ser...